quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Secretariat

Aqui há uns anos li um livro sobre um cavalo. Não era um cavalo qualquer, era o Secretariat. 
Nunca liguei a corridas de cavalos e à medida que fui lendo o livro é que fui percebendo os vários termos utilizados nas corridas de cavalos. 
Mesmo para quem não liga nada a corridas de cavalos posso-vos dizer que o Secretariat tornou-se numa grande inspiração para mim. Consigo referir vários atletas que me inspiram mas o Secretariat é um deles. Um cavalo. 

Para quem não goste de ler, há a versão filme que é sempre mais curta e sempre mais emocionante devido à banda sonora. Mas para perceber bem toda a história real do Secretariat nada como ler o livro. E é precisamente toda a história que há por trás deste magnífico cavalo já falecido que torna tudo ainda mais fantástico. Sim, que por trás de um fabuloso cavalo estava uma magnífica equipa e uma mulher lutadora e com muita garra. Grande mulher a senhora Penny!

O Secretariat tinha uma coisa muito característica e que deixava quase sempre as pessoas com um nervoso miudinho. Ele começava as provas quase sempre em último lugar. Tinha um arranque lento mas depois ia acelerando, acelerando e acabava por vencer.
Quando faleceu descobriu-se que tinha o coração 2,5x maior que o normal o que provavelmente explica a sua velocidade estonteante, mas que na minha opinião não tira mérito nem ao cavalo nem à equipa toda que estava por trás. Ninguém fazia a mínima ideia do tamanho do seu coração e no entanto todos viram o seu potencial e todos arriscaram bastante ao apostar no Secretariat.
Para além disso também já li que ele tinha uma passada diferente da dos outros cavalos.

Para quem, como eu, não percebe grande coisa de corridas de cavalos e para que possam perceber um pouco melhor a loucura que foi quando o Secretariat venceu a última das três provas da "Triple Crown" vou dar algumas breves explicações. Belmont Stakes é a última (ou era na altura, não faço a mínima ideia se ainda hoje é assim) de três provas que no seu conjunto se designam por "Triple Crown". A "Triple Crown" é um género de prova rainha ou provas rainha visto que são 3. Belmont Stakes é a última das 3 provas no calendário e é a mais longa. 
Nas corridas de cavalos dá-se o nome de "corpos" à distância que separa um cavalo de outro cavalo. Normalmente e na maioria das provas um cavalo ganha com uma distância de meio corpo, 1 corpo, vá 2 corpos. Acima disso já não é tão comum, mas vá vamos admitir que de vez em quando há alguns cavalos que vencem por 3, 4 ou 5 corpos. Mas mais que isso não é muito comum...
Agora aconselho que vejam o vídeo.
Ouçam bem o relato, ouçam bem o público.

Arrepiem-se.

Arrepiados?
Eu estou. Claro que a música não faz parte do relato original, deve ter sido acrescentada só para dar mais arrepios. Mas o relato é o original e só por aí já dá para ver que se estava a fazer história nesse dia.

Se vocês caros leitores estão a aldrabar e a ler o artigo todo e só depois vão ver o vídeo então faz favor de verem o filme primeiro antes de lerem daqui para a frente.

Nan nan nan. Estou a ver que ainda há alguns a continuarem a ler sem terem visto o filme. Faz favor vão ver o filme!

Bem....bem...bem.....eu disse ver o filme primeiro! =P

Pronto, agora que o caro leitor (teimoso!) já viu o filme posso fazer algumas considerações.

Viram bem aquilo??????

WHAT??? 

Ah e o locutor contou 25 corpos, mas foram.....estão sentados? 31!!!

Um cavalo com asas? 

Quando li o livro lembro-me de se questionar " E se a distância da prova fosse ainda maior? Teria ele continuado a correr ainda mais e a ganhar ainda mais distância dos outros cavalos? Até onde poderia ter continuado este cavalo do outro mundo? A verdade é que tendo em conta outras corridas dele, ele parecia correr cada vez mais depressa quanto maior a distância. Ele ganhava mais corpos quanto maior a distância. É de loucos!
Para além disso ainda quebrou o recorde da distância que se não estou em erro ainda hoje permanece!

Quando foi escrito o livro (2 ou 3 anos) esses recordes ainda se mantinham! Não sei se ainda hoje se mantêm mas é provável. É incrivel!

O Secretariat escreveu o seu nome na história nesse dia. Foi até eleito um dos 50 maiores atletas do Séc.XX pela ESPN, o único animal a figurar nesta lista. 
Grande Secretariat!

Só aqui a ultra fã de animais para eleger um cavalo como um dos seus atletas favoritos ;)
Mas é como vos digo, é toda a história por trás do cavalo, as pessoas que estão por trás do seu sucesso e depois o seu talento natural, a sua capacidade natural.

Como diz o locutor: "Almost unbeliveble!"
Quase inacreditável. Se não vissemos, não acreditávamos que tal coisa fosse possível.

9 comentários:

  1. Eu ainda só vi o filme e deslumbrei-me!! Aliás não dá para ficar indiferente a uma história destas. E o treinador que a Penny fo arranjar, um lunático do pior ahhahh... Esta história só mostra que nem todos têm de ser iguais na maneira de correr, andar, etc. Cada qual com a sua "passada", a sua velocidade, o facto de começar mais devagar que os outros não quer dizer que perante os próximos minutos não ganhe uma vantagem considerável. Cada qual tem a sua "máquina" :D
    Grande Secretariat!!!!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ya, o treinador era brutal! Hehehe
      Grande Secretariat! =)
      Beijinhos e boas corridas.

      Eliminar
  2. Já me tinhas falado neste filme e tenho-o aqui para ver, provavelmente agora nas férias.
    Tu também tens uma coisa de Secretariat, também começas sempre devagar e depois é que ganhas alma :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens mesmo de ver para ficares a perceber bem a história.
      A Penny, o jockey, o treinador, o senhor que tratava do Secretariat. Enfim, pessoas de grande coração e grande coragem.
      Beijinhos e bons treinos.

      Eliminar
  3. Eu já elegi o meu atleta (animal) favorito, hoje estava a correr em Belém e vi um pouco a correr com a dona! Com trela e tudo! Parecia um cão, muito fixe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um porco? Hehehe!
      Falei do Secretariat mas também podia ter falado do Spike. Esse então adora correr e ganha-me por largos pontos =)
      Beijinhos e bons treinos.

      Eliminar
  4. Não li o livro, mas já tinha ouvido falar do filme.
    Ao ler este teu relato, fiquei curioso sobre a história deste animal portentoso.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era um cavalo espectacular! E a história (real) é magnífica.
      Beijinhos e bons treinos.

      Eliminar
  5. Muito bom o filme e a coluna também!!!!!

    ResponderEliminar