sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Projecto "Volta a Portugal Solidária"

Tomei conhecimento, pelo blogue do Carlos, desta iniciativa solidária. Fantástico!!! Bora lá ajudar? Bora lá correr com o João Casal?

Transcrito do blogue do Carlos Cardoso mais conhecido por Papa Kilometros :)


Projeto

“Volta a Portugal Solidária”

Este projeto surgiu do sonho que João Casal, atleta do Ori-Estarreja (na modalidade de orientação) sentiu em ajudar todos aqueles que mais precisam. João Casal é um atleta que já várias vezes foi Campeão Nacional de Orientação e vive o desporto de uma forma diferente.  O seu sonho torna-se realidade com a realização deste grande evento, vamos tentar angariar o maior número possível de doações, para que ele possa ajudar quem mais precisa.

Daí ter surgido a “Volta a Portugal Solidária”, que consiste em dar a volta a Portugal, a correr, com as seguintes características:

• Correr durante 53 dias, 

• Saídas de 112 cidades ou vilas,

• Chegadas a 112 cidades ou vilas,

• Correr cerca de 40 a 60 km’s diários (divididos em 2 etapas), 

• Fazer cerca de 2.600 km’s, 

• Passar por todos os Distritos de Portugal (18),

• Passar por mais de 150 cidades ou vilas,

• Passar por mais de 800 localidades (cidades, vilas e aldeias).

 

Finalidade:

• Sensibilizar as pessoas para esta causa nobre, tentando criar uma onda de solidariedade a nível nacional,

• Angariar o maior número possível de donativos (não tem que ser necessariamente dinheiro, podem ser bens alimentares ou outros) para ajudar qualquer tipo de Instituições (Crianças, Deficientes, Idosos, Bombeiros, Cruz Vermelha, Animais Abandonados, etc). 

• Os valores angariados serão oferecidos a Instituições escolhidas pelos próprios Municípios, Empresas, Particulares e, poderão ser entregues diretamente, sem ter que passar por mim. 

• Todos os restantes valores de vendas de t-shirt’s ou donativos que não mencionem nenhuma Instituição reverteram para uma Instituição escolhida por todos nós (todos os que deem sugestões) no final.

 

Dados do Projeto “Volta a Portugal Solidária”

• Dados da conta:  

NIB:  0033 0000 45444939508 05

IBAN:  PT50 0033 0000 4544 4939 5080 5

BIC/SWIFT: BCOMPTPL


• Telefone:  933262504

• Página de facebook: https://www.facebook.com/joao.casal.96

 

Entidades / Empresas / Particulares aderentes ao Projeto:

- Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa

- Padre Ferraz (Vila Nova da Foz Côa)

- Federação Portuguesa de Orientação (FPO)

- OriEstarreja

- Associação Cultural e Desportiva os Ílhavos (Secção de Trail)

- Dr. Carlos Neves

- Nutricionista Filipa Vicente

- Decathlon Matosinhos & Kalenji

- Decathlon Matosinhos & Aptonia

- Adicional Logistics

- Correr por Prazer

Etapas


Merchandising
T-Shirts a € 7,50

Mascote a € 10

Porta-Chaves a € 1,50

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Trilhos dos Abutres - visão de quem assistiu e Fim da Europa - visão de quem correu bem acompanhada

Trilhos dos Abutres

No passado sábado fui aos Trilhos dos Abutres....assistir!!!! Amigos, nunca mais!!!! Nunca mais fico a roer-me de inveja a ver os atletas a chegarem todos cobertos de lama. Que inveja! E a ver aquelas serras à volta de Miranda do Corvo e a imaginar todos por lá felizes da vida....e eu a passear sozinha pelas ruas de Miranda do Corvo. NUNCA MAIS!!!

Como calculam fui com o Vitor, esse sim foi ao trail de 23 km. Eu como já estava inscrita para o Fim da Europa e quando fui ver os Abutres já estavam esgotados, só pude mesmo ficar a torcer (roer as unhas de nervosismo...) pelo Vitor.

O Vitor antes da partida.

E é assim que assisti à partida da ultra. Não assisti à partida do Vitor pois os atletas tinham que apanhar um autocarro e partir doutro local. Ainda andei a ver se via o Carlos Cardoso mas não o consegui ver. Carlos, fica para a próxima.

Vejam-me bem aquele nevoeiro espectacular!
Não sei se já tinha dito....INVEJA!!!
E lá vão os heróis!
Homens e mulheres de coragem!
E mais heróis.
E mais heróis.

E depois da partida do pessoal da Ultra dediquei-me a caminhar pelas ruas de Miranda do Corvo.







video

video

video


Miranda do Corvo é linda! Adorei passear por esta terra, mas para a próxima quero ir para os montes durante várias horas e encher-me de lama e ficar cheia de arranhões :)

Depois da minha caminhada que ainda durou mais de 1h fui assistir às chegadas.
Quando chegou o vencedor do trail dos 23 km já com umas 2h30...comecei a pensar que o meu Vitor só sairia dos montes lá para as tantas da tarde. Ainda por cima o vencedor vinha todo cheio de lama.
Conforme iam chegando mais atletas, a opinião geral era de que a prova é lindissima, espectacular, maravilhosa mas MUITO dura, durissima! Eu roía-me de inveja sentada nas bancadas à espera do meu herói. Não vos posso contar muito, pois o Vitor contará tudo. Só vos posso dizer que a certa altura recebi uma sms que dizia 13 km. E passado...vamos apenas dizer bastante tempo....recebi outra que dizia 20 km. Aos 23 km telefonou-me. Ainda andava nos montes...Relembro que a prova tinha anunciados 23 km....
Confesso que parecia uma donzela preocupada com o seu príncipe. Eu ficava de antenas no ar cada vez que um atleta entrava no pavilhão onde estava instalada a meta. 

Foi com grande satisfação e um grande orgulho que o vi cortar a meta. 
A grande aventura deixo para ele contar.

Adorei ir a Miranda do Corvo apesar de não ter participado nos Abutres. Gentes simpáticas e orgulhosas da sua terra, boa comida (mhan mhan mhan), paisagens bonitas e a companhia de alguém muito especial :)

Parabéns Vitor pelo desafio superado!

Fim da Europa

No dia seguinte fui ao GP Fim da Europa. Eu e o João iríamos correr com a Marta na sua estreia na prova. 

O nosso recorde (até agora...) numa selfie: 8
Nuno, Carla, Sandra, Jaime, Marta, João, eu e Catita.
Já conhecia a prova e já sabia o quão bonita é. Agora só queria desfrutar do passeio com a Marta e com o João. 

Madrinha e afilhada.
A serra fica ainda mais mágica com nevoeiro.
Duas amarelinhas a desfrutarem do prazer da corrida.
Marta, João e eu.

Desfrutei bastante desta corrida. Na companhia da afilhada e do padrinho a coisa fez-se bem e fomos sempre na conversa e na brincadeira.
A meio do percurso é que reparei que me tinha esquecido de colocar o chip. Ups. Mas o que interessa é que corri e desfrutei da prova, o resto é secundário.

A partir dos 12 km começou a festa. O recorde de distância da Marta eram 12 km....E nesta prova que não é nada fácil ela conseguiu superar esse recorde. E superou com facilidade e alegria. Por isso mesmo cada km que completávamos após os 12 km foi sempre uma grande festa. 
Não consigo colocar por palavras a alegria e o orgulho que sinto por pertencer a esta equipa que transborda alegria, amizade e companheirismo. Dá-me vontade de chorar só de pensar. Mas são lágrimas de felicidade por vos ter conhecido e por partilhar tão bons momentos convosco. 


Esta sequência de imagens diz tudo. 
É uma alegria e um orgulho ter um padrinho como o João.  Nunca poderia haver melhor padrinho. 
É é uma alegria e um orgulho ter uma afilhada como a Marta. Não poderia pedir afilhada mais alegre e cheia de garra.

Parabéns Marta! Vais continuar a somar. 

Eu, Marta e João com os amigos Sandra e Nuno.

Ainda há um artigo em falta e que contará as minhas aventuras no L....
Mas ainda terão que esperar uns dias para o ler.

A próxima aventura é já no próximo domingo. 25 km por trilhos de Bucelas. Depois dessa prova já só....
Maratona de Sevilha.....Nem me digam nada....O tempo passa a correr. Confesso que não sinto o entusiasmo e a emoção que senti com a minha primeira maratona mas há alguns factores a complicarem a coisa. Como se costuma dizer: não há amor como o primeiro. E a minha primeira maratona foi uma paixão desenfreada. Esta não está a ser a mesma coisa. Mas com a companhia especial do Vitor espero conseguir tornar esta maratona em algo memorável.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Treinos pobrezinhos e o treino louco dos 30 km

Mais de 10 dias sem dar à costa...desculpem...outra vez....

A jogada do cachorrinho arrependido costuma resultar...
Já estou perdoada? =)
Mas também para estar a escrever sobre treinos que correram mal não sei se valeria a pena. 
Por isso vou já directa às coisas boas. 
Passados 2 anos de corrida tenho finalmente um relógio com GPS!!! Não queria nada de especial e queria o mais barato possível. Foi assim que após alguma pesquisa descobri o Garmin Forerunner 10. Simples, de preço acessível e com as coisas indispensáveis. O resto é conversa. Ainda nos estamos a conhecer mas até agora não tenho razões de queixa. Juntos (ou juntas...pois é uma menina =P) já fizemos alguns bons km's e muitos mais virão.

Sevilha está aí já ao virar da esquina e eu sentia que não estava tão preparada para esta maratona como para a primeira. Não ajudou nada um treino de 27 km que fui fazer com mais pessoal e que não correu lá muito bem. Arrisco mesmo dizer que foi dos piores treinos que alguma vez tive, mas são águas passadas. Só lamento que os meus companheiros de treino tenham aturado demasiadas rosnadelas minhas.

E chegamos então à véspera do treino de 30 km do plano para esta maratona. Preciso mesmo que este treino corra bem ou a minha confiança vai toda pelo cano abaixo. Estava planeado um treino longo com o Vitor e com o João, mas infelizmente recebi uma chamada muito triste do amigo João. Não poderá ir ao treino dos 30, não poderá treinar durante pelo menos 1 semana. 
Ninguém merece, mas tu não mereces mesmo João! 

"Sucess is to be measured not so much by the position that one has reached in life...as by the obstacles which he has overcome while trying to suceed." - Booker T. Washington

E foi assim que cheguei ao dia do treino mais longo desta preparação para a minha segunda maratona.
Tinha 30 km para fazer ao lado do meu Vitor.
Começámos junto a Belém e seguimos em direcção a Carcavelos. O tempo estava bastante amigável, sem sol e fresquinho. 
A paisagem era bonita, a companhia era perfeita. Este treino tinha tudo para correr bem.

Paparazzi Isa em acção...
Nem o namorado escapa ;)
Os primeiros km's fizeram-se relativamente bem, ainda a aquecer. A partir daí comecei a rolar bem e a sentir o verdadeiro prazer da corrida. Sempre junto à marginal e a correr nos passeios marítimos a coisa fez-se bem e num instante estávamos a fazer o retorno em Carcavelos. 
E a certa altura, quando já deviamos (supostamente) era estar a ficar cansados....começámos a correr ligeiramente mais depressa. O km 19 foi uma loucura...feito a 5.55....Talvez estivessemos a esticar-nos....ainda faltavam 11 km...E foi assim que, apesar de já começarmos a sentir o peso de muitos km's em cima, conseguimos manter-nos sempre na casa dos 6 e pouco. 
Se eu inicialmente queria apenas conseguir fazer os 30 km e estava a apontar para perto de 4h (tal como o treino de 30 feito na preparação para Lisboa), comecei, começámos, a sonhar com 3h30. O Vitor até começou a apontar para um tempo inferior a 3h30  mas eu dizia que não...não ia dar...
O meu Garmin estava louco e disse-me que percorremos o km 28 a 5.58min/km. Não podia ser....km 29 novamente a 5.58....Estranho é que o Garmin do Vitor também estava louco ;)....Último km percorrido a 6min/km....depois de 29 km em cima! 

Estávamos parvos. 
30 km em 3h14m.
Nem nos meus sonhos! 
Sentiamo-nos bem e deixámo-no ir. Nunca fiz um treino longo assim tão rápido. Média de 6:28. 

E de repente a confiança é restabelecida e de repente volto a sonhar um pouco mais alto para Sevilha. 

Vivinhos da silva após 30 km.
Obrigada Vitor. Mais uma vez adorei correr a teu lado. 

Hoje fui fazer um treino de recuperação logo pelas 7h30 da manhã. 5 agradáveis km's com a chuva a cair. Ai que bom!
Segue-se novo treino amanhã na agradável companhia da Marta
E depois só volto a treinar na sexta-feira já fora de Portugal.... ;) Mais novidades quando voltar de...

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

S. Silvestre da Amadora, recordes batidos e banhoca em Carcavelos :)

Em primeiro lugar, um bom ano a todos!
E se no dia 1 não foram ao banho à praia, para o próximo ano têm mesmo de ir!

O meu ano terminou em grande e de forma especial. E 2014 começou da melhor forma.
Felizmente que tive pessoas especiais ao meu lado na partilha destes momentos. Sinto-me muito feliz por vos ter a todos na minha vida.

Na segunda-feira fui assistir à estreia do Vitor pelos 4 ao km na S.Silvestre dos Olivais.
É um pouco estranho estar do lado de fora duma corrida mas sem dúvida que é uma boa experiência.

Antes da sua estreia pelos 4 ao km.
E que bela estreia!
Foto: João Lima
Enquanto esperava pelo meu atleta favorito estive com o João a assistir à chegada dos atletas. E é incrível ver a velocidade a que chegam os primeiros e os sprints que alguns dão apesar de já chegarem bem afastados dos primeiros.
O estreante dos 4 ao km fez um tempo espectacular: 50m54s! E o percurso não era nada meigo. A amarelinha dá asas :)
Muito orgulhosa!

No dia seguinte fui à imperdível S. Silvestre da Amadora. Esta é daquelas que nunca quero faltar. Mas, se não for pedir muito, gostava de passar pela mítica subida dos Comandos. Tanta coisa que este ano o percurso ia ser alterado para o tornar mais rápido...deve ter sido alguma piada....Se é para subir mais valia incluir a mítica subida.

Esta corrida este ano foi ainda mais especial pois os 4 ao km tiveram um recorde de participantes, 8!

Os 8 membros presentes:
Em baixo: Carlos, Jaime, Eberhard, Lúcia
Em cima: Carla, João, eu e Vitor
Aqui com a co-fundadora da equipa, a nossa Sandra.
E com a imprescindível Mafalda
que também faz parte desta grande família.
Eu tinha um objectivo para esta corrida. Objectivo esse que só as pessoas doidas têm...quem é que no seu perfeito juízo tenciona bater um recorde numa prova com tanto sobe e desce? Quem respondeu "a Isa" acertou.
Ainda por cima um recorde que anda há demasiado tempo para cair e parece estar completamente embruxado por temporais, canelas e melancias...
MAS...eu tinha um trunfo. E o trunfo claro está era o Vitor :)
Com ele a correr a meu lado tinha a esperança de bater finalmente o meu recorde embruxado aos 10 km.

Esta prova tem partidas separadas para mulheres e homens, para poder correr com o Vitor tive que partir com os homens. A Carla fez o mesmo pois também queria seguir com o Jaime. Vimos mais algumas senhoras a fazerem o mesmo mas mesmo assim eram demasiados homens à nossa volta hehehe :)
Quando a partida foi dada eu não me sentia assim com tanta energia para bater recordes, mesmo assim dei o meu melhor pensando no percurso "mais fácil e mais plano"....Puro engano. Ao contrário das edições anteriores não começámos logo a subir, mas depois...meus amigos, depois eram subidas atrás de subidas. Eu bem que tentei acompanhar o meu companheiro mas está bem está...já sabem que eu demoro a aquecer os motores mas com tanta rampa ainda demoro mais. O Vitor lá foi falando comigo (já eu não falei grande coisa) e puxando por mim, mas eu comecei a ver o recorde a ir por água abaixo. E a certa altura disse "Que se lixe o recorde! Esta é para desfrutar." e a determinada altura disse também "Mas quem é a pessoa maluca que mete na cabeça bater um recorde na S. Silvestre da Amadora?". Passámos aos 5 km com um tempo que na minha opinião (e na do Vitor também) não daria para bater os meus 55.11.

Esta corrida é uma alegria. Imensa gente nas ruas, desde crianças até pessoas com mais idade. Pessoas às janelas, a gritarem bom ano, a gritarem "força menina!", a comentarem com a pessoa do lado que a menina de amarelo que vai a passar é mesmo lenta, ainda vai aqui no meio dos homens....ahahahah. A sério, ouvi algumas pessoas a comentarem coisas do género, só que eu parti 10 minutos mais tarde que a maioria das meninas ahahahah =)

Entretanto começámos a cruzar-nos com atletas nossos conhecidos, entre eles os companheiros de equipa. Quando me cruzei com o João disse-lhe que não ia dar para recordes. E ele acreditou porque viu que eu ainda um pouco para trás. MAS....os 3 últimos km's eram mais planos e tinham muitas descidas. A esperança renasceu. Pensei para comigo "Cá estou eu novamente com a minha fonte de inspiração a puxar por mim. Tenho que me esforçar, ele merece." E foi assim que os 3 últimos km's foram percorridos na casa dos 4 e tal min/km. Estava doida! O João começou a entrar no nosso ângulo de visão e aos poucos fomos chegando mais perto dele. A menos de 1 km para a meta alcançámo-lo e colocámo-nos atrás dele estrategicamente. Olhei para o relógio. Se queria bater o recorde tinha de ultrapassar o João. E assim fizemos. Ele nem se apercebeu que nós o tinhamos alcançado, foi lindo! :)

Ia com o turbo ligado. Já íamos na casa dos 52/53 minutos...Com o João a gritar "Acredita Isa!" e o Vitor a puxar por mim e a dizer "É possível!", a Isa acreditou que era possível e continuou a correr a 4 e tal ao km. Ia ser résvés. Será que conseguiria?
Já íamos na casa dos 54 minutos. O Vitor dizia "A meta é já ali" e continuava a puxar por mim. E foi assim que no último dia de 2013 caiu finalmente o meu recorde dos 10 km! Podem ter sido só uns segundos a menos mas consegui!

Deixa cá olhar para o relógio para ver se deu.
Deu, deu!!!
54.53 é o meu novo recorde pessoal aos 10 km. E só o consegui graças ao Vitor. Ah e tal foram as tuas pernas. Não! Se o Vitor não tivesse puxado por mim eu teria desistido do recorde logo a meio da prova. E aí iam logo à vida segundos preciosos que já não conseguiria recuperar.
Mais um recorde batido com o Vitor a meu lado. Neste mês foram dois, o da Meia e o dos 10 km.
Tens mesmo de correr mais vezes a meu lado ;)
Obrigada por tudo.

Não fui a única a bater o meu recorde pessoal dos 10 km. O estreante Jaime que nem sequer devia ter corrido fez um tempo espectacular! Parabéns Jaime! Eu percebo que há coisas demasiado fortes para conseguirmos resistir.

O atleta mais rápido da equipa, o Carlos, fez um tempo mega espectacular, na casa dos 40 minutos!!! Parabéns Carlos! Grande atleta!

E estamos a falar de uma prova nada meiga. Bons tempos aqui não são fáceis. Não tenho dúvidas que com um percurso mais plano estes tempos tinham sido ainda melhores. É um orgulho fazer parte desta equipa. Parabéns a todos!

Depois de uma passagem de ano muito agradável chegou o dia 1.
Há 1 ano atrás escrevi este artigo, onde no final lancei um desafio:

"Para o ano fico sossegadinha em casa e depois vou tomar o primeiro banho do ano a Carcavelos. Alguém quer vir comigo? Ando há anos com esta ideia na cabeça, mas nunca arranjei alguém suficientemente maluco para vir comigo. Se alguém quiser, fica então combinado para dia 1 de Janeiro de 2014 na Praia de Carcavelos! ; )"

E os corajosos que aceitaram o desafio foram a Rute, a Sandra, a Lúcia e o João. Mas nos últimos dias andei a desafiar mais um participante ;) O Vitor. E assim no dia 1 de Janeiro de 2014 às 10h estávamos todos preparados para um banho refrescante no mar de Carcavelos.
Para além dos companheiros do banho estiveram ainda presentes a Mafalda e o casal maravilha, Carla e Jaime. Para o ano não é para ficarem a olhar... ;)

E para não haverem dúvidas aqui ficam as provas:




Eu quero ver equipa mais corajosa que os 4 ao km ;)
Garanto-vos que não custou nada a entrar na água. No Verão custa mais pois a diferença de temperaturas é maior. E mesmo quando saímos não sentimos grande frio. 
Foi um espectáculo. Todos adorámos. Para o ano estamos lá outra vez!

Aproveitem a vida!