segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Corrida do Tejo 2012

Já todos perceberam que quebrei o meu recorde pessoal. E até consegui fazer um tempo razoavelmente abaixo dos 59.59.
O meu anterior recorde pessoal era de Julho, no Memorial Francisco Lázaro em que fiz 1h01m51s. Ontem, sabe-se lá como, consegui fazer 57m37s. Para mim é uma loucura, porque eu corro devagarinho, fazer os 59.59 já teria sido excelente. Mas o tempo que consegui fazer é para mim quase uma coisa do outro mundo. Tirei mais de 4 minutos ao meu recorde pessoal e quase 6 minutos ao tempo feito apenas há 2 semanas na Corrida da Água.

Cada um é como é. Para mim este tempo é mesmo bom para caraças =D

Mas vamos agora ao que interessa. Descrever como foi a prova.
Tinha combinado com o meu amigo Carlos que ele me iria dar boleia até Algés, onde às 8h50 nos encontrariamos com o João Lima. O Carlos foi pontual e antes das 8h50 já estávamos junto do João e da sua muito simpática mulher, a Mafalda.
Foram chegando mais pessoas e tivemos sempre na conversa. Tudo pessoal simpático e com muitas histórias de corridas para contar.
Tirámos algumas fotos e perto das 9h15 chegou a Lígia, recente na blogosfera. Feitas as apresentações, eu, o Carlos, o João e a Lígia (também conhecidos como os 4 mosqueteiros) demos ínicio a um breve aquecimento. Por esta altura a chuva que caía deu-nos tréguas, embora se tivessem continuado a cair umas pingas durante a prova, eu até tivesse agradecido.

Por volta das 9h30 dirigimo-nos para a Partida. Mais um pouco de conversa e às 10h é dado o tiro de partida.
É agora!!!
Alguma confusão no ínicio, muita gente a querer ultrapassar. Conseguimos manter-nos juntos.
O primeiro km foi feito numa velocidade um pouco acima dos 6min/km. A partir daqui foi sempre a melhorar até ao 7ºkm. De vez em quando trocávamos umas palavras. Sabe-se lá como eu até conseguia falar.
Como a chuva parou e nem havia brisa nenhuma (só fomos abençoados com uma brisazinha lá para o km7 ou 8) cedo comecei a transpirar (desculpem lá os pormenores, mas é para terem bem a noção que não fiz isto com uma "perna às costas").  Quando chegámos ao 1º abastecimento foi com agrado que molhei bem a cara e bebi um pouco de água. Poupadinha como sou, esta água deu-me para o resto da prova.

O João foi-me dizendo que íamos bem, que estávamos a um bom ritmo para atingirmos o objectivo 59.59. Mas eu sentia sempre que ia a puxar bem, que ia quase no limite mas pensava para mim que não podia desapontar estas pessoas. Acreditavam em mim e estavam a correr juntamente comigo para me darem força. Ia a esforçar-me para dar o me melhor. A partir do km 8 as coisas começaram a custar-me mais (embora, curiosamente o meu km mais lento, a seguir ao 1º, foi o 7º). Portanto, após uma ligeirissima quebra voltámos a acelerar. Eu já nao dizia nada, porque sentia que não conseguiria sequer fazer esse esforço. Entretanto começou a dar-me uma dor de burro. Não disse nada aos restantes mosqueteiros. Não queria alarmá-los, mas principalmente porque não me sentia com forças para falar.

Felizmente por esta altura avistámos a Mafalda, acenámos-lhe, o que me deu mais algumas forças.
Pouco depois (ou terá sido antes? já não consigo precisar a ordem dos acontecimentos) avistei o meu pai. Acenei-lhe e gritei qualquer coisa do género "Quero a minha feijoada!" =) (o meu pai já me tinha dito que ia fazer feijoada para o meu almoço pós-Corrida do Tejo).
Portanto, se não iam no grupo dos 4 mosqueteiros e estão a ler isto e a pensar "Ah! Eu lembro-me de ouvir uma maluca gritar por feijoada!"
Era eu!

A partir daqui já estávamos perto da Meta. Já a víamos! Mas primeiro ainda tinhamos de ir dar a volta à rotunda e voltar para trás.
O João disse-me "Continua assim e vais ter uma agradável surpresa". Depois da rotunda, arranjei forças sabe-se lá onde e acelerámos juntos até à Meta. Cruzámo-la de mãos dadas ao alto, mas um pouco tortos porque haviam mais pessoas a cruzar a meta e quase que nos atropelávamos uns aos outros.
Esqueci-me de parar o meu cronómetro logo. Felizmente que o João o fez e felizmente que há um chip a comprovar aquilo que já sabem.
Tempo de chip: 57minutos e 37segundos! Damn!

Perguntei ao João que tempo tinhamos feito. Quando ele me disse, fiquei um bocado sem palavras, porque não estava bem a acreditar.
Reza a lenda que por volta do km 7 ou 8 o João comentou com a Lígia que, pelo andar da carruagem, iriamos fazer não só menos de 1h, como menos de 59 minutos. E ainda conseguimos todos fazer menos de 58 minutos!
Estamos todos de parabéns!
E o Carlos devia dedicar-se mais às corridas, porque ele não costuma ir a nenhuma prova, só costuma dar umas corridas ao fim-de-semana e terminou conosco. Muito bom!

Um agradecimento aos meus companheiros mosqueteiros que deram significado ao célebre "Um por todos e todos por um". Foram uma optima companhia durante toda a corrida.
Obrigada João! Foste tu o primeiro a voluntariar-se para esta missão. Eu não me esqueço.
E obrigada à Lígia e ao Carlos por nos terem acompanhado.

Gostei muito de ter quebrado o meu anterior recorde pesssoal e de tê-lo feito por uns bons minutos, mas agora quero voltar à calma. Aos treinos mais longos e mais lentos.
Cheguei à meta muito vermelhinha. Está bem que eu também sou muito branquinha, mas chegar bem vermelhinha é sinal de que não fui a "passear na avenida", fui sempre a dar tudo o que tinha.
Agora vou voltar à minha pacata vida de "tartaruga" e daqui a uns tempos volto e pensar em recordes de 10km.

No próximo domingo tenho a Corrida do  Monge. Para correr nas calmas, sem pressas. E até andar quando for preciso.

Boa semana e bons treinos!





24 comentários:

  1. Podes não saber como, mas foste tu que fizeste o tempo. Prova de que és capaz e só precisas de acreditar que tens essas capacidades. Para esse tempo e muito melhor, com a natural evolução.

    E olha que quem viu o Carlos correr, como vimos, é surpreendente saber que não treina, pois tem uma passada solta, natural e eficaz. E acabou, pelo menos aparentemente, bem. Se quiser, tem futuro.

    Muitos parabéns e é um orgulho ter tido o privilégio de, dentro das minhas parcas capacidades, ter podido dar uma ajudinha na Meia e nos 10.
    Não que tu não as fizesses, mas por assim teres acreditado.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada João.

      Foi o que eu lhe disse. Ele safou-se bastante bem e diz que gostou da experiência mas apesar de eu já o ter incentivado a ir a algumas corridas ele diz que não quer, que não liga muito a isto. Só vai à Corrida do Tejo porque já lá tinhamos ido 2vezes.
      Cada um com a sua paixão.

      E para mim é uma grande alegria que tenhas sido meu "padrinho" nessas 2 provas.
      Já acredito mais que é possível fazer 50min em 2013 =)Com muitos treinos claro e com mais "bagagem", quem sabe?

      Beijinhos e força para a maratona!

      Eliminar
  2. Eu também acho que é um tempo bom pra caraças!! :) Estás de parabéns! O que só prova que o que nos impede de evoluir são os nosso próprios receios, somos sempre capazes de muito mais do que pensamos. E o teu amigo sem treinar nem nada (gajos... :p), não quer ir fazer a "maratona" connosco?? :)

    Bem, no domingo lá nos espera uma nova aventura!

    (Depois combinamos melhor por email, mas é melhor confirmares a inscrição, porque pelos vistos eles costumam mandar email de resposta. Mandei outro email há bocado.)

    Beijinhos Bolt :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é bem verdade. Os nossos receios são o nosso travão. Aconteceu-me o mesmo. De início, em 2006, julgava que não conseguia nem tinha capacidade para correr a menos de 6 ao Km. Nem me atrevia pois pensava que iria logo quebrar.
      Pois na Marginal à Noite 2006 foi o meu "grito do Ipiranga!". Uma rapariga, que não conhecia (nem nunca mais a vi), começou a puxar por mim e quando dei conta tinha feito os 8 kms à média de 5.28!!!
      Acabei a prova como um atleta completamente diferente do da partida. sabia que afinal podia correr a essa velocidade e, a partir daí, nunca mais fui o mesmo!
      Gostava de pensar que me iria acontecer uma sensação semelhante ao receio (diria melhor, pânico) com que estou da Maratona. Mas isso já é outro patamar. Um patamar acima dos meus limites e que terei que vencer :)

      Eliminar
    2. Menina - Mais uma vez obrigada e tens toda a razão.
      O meu amigo não liga muito a isto, diz que faz uma por ano (o Tejo) e que já está bom para ele. Mas safou-se lindamente. É como dizes...gajos... ;)
      Domingo também vai ser uma bela aventura. Já enviei mail, estou à espera de resposta.
      Beijinhos

      João- A maratona já é outro patamar, mas um patamar atingível e que irás vencer =)

      Eliminar
  3. Já o disse e volto a dizer: estás de Parabéns!
    O Carlos tem futuro, se ele quiser pois, conforme o que João disse, ele tem uma boa passada.
    Foi muito bom vos conhecer, agora é treinos longos também para mim até à meia, depois volto aos 10km :)
    Beijinhos, boa semana e bons treinos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez obrigada.
      Também acho que ele teve muito bem, mas ele já me tinha dito que faz uma corrida por ano e que está bom para ele.
      Força para esses treinos. Depois combinamos alguns juntas. Depois do Corrida do Monge quero voltar aos treinos mais longos.
      Beijinhos e uma boa semana!

      Eliminar
  4. Boa!!! Parabéns!!!!

    Só tenho pena de não vos ter visto....

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Henriqueta!
      Ainda andei a ver se te via mas quando ainda por cima estão todos de preto toda a gente parece igual.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Só corro à pouco mais de 2 anos, sendo que só desde o verão de 2011 seja mais a sério. Fiz a primeira vez 10 Km no dia 2.10.2010 em 60 minutos. Pareceu-me o feito de uma vida e foi em treino, numa altura que ainda só corria para manter a forma.
    Só em 29.10.2011 fiz pela primeira vez 15 Km, também em treino, em 84 minutos. Voltei a sentir-me um "Carlos Lopes".
    Hoje já faço 10 Km em 47m, 15Km em 1h16m e a meia-maratona em 1h48m. E a maratona está já aí... apesar de ainda pesar 88 Kg sem esperança de perder muito mais.
    Isto para te mostrar que só há uma coisa que temos que fazer para evoluir, TREINAR. Tudo o resto vem por acréscimo.
    Em pouco tempo vais estar a olhar para esta prova e a pensar como era possível correr tão devagar.
    Uma vez mais, os meus Parabéns, extensíveis aos mosqueteiros. ;)
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande evolução Pedro.
      Espero que tenhas razão e provavelmente tens, mas como ainda sou principiante há sempre aquela dúvida. Não é duvidar das minhas capacidades (ou talvez seja um pouco), mas pensar que, como ainda ando nisto há tão pouco tempo, será dificil conseguir um bom tempo. Mas, lá está, com a experiência é natural que se melhore.
      Obrigada pela força!
      Beijinhos e uma boa semana!

      Eliminar
  6. Muitos parabéns pelo excelente resultado. Bem abaixo dos desejados 59m59s.

    Continuação de bons treinos e boa estreia no trail do próximo fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Tiago!
      Correu bem melhor do que o esperado :)
      Próximo desafio: estreia em trail sem objectivos, apenas viver a experiência.
      Boa semana!

      Eliminar
  7. Mais uma vez parabéns por esse grande resultado! Melhorar 6 minutos em duas semanas é qualquer coisa :)

    Felizmente a vossa prova decorreu sem grandes problemas (exceptuando um tal grito por feijoada). Já a minha foi uma aventura...

    Comecei com a experiência de apanhar o comboio em Carcavelos. Já esperava que o comboio enchesse, tal como aconteceu na corrida pela selecção, mas não estava à espera de um "ensardinhamento" destes...

    Quanto à corrida, optei por começar cá atrás e junto à linha do comboio para evitar confusões. Mesmo assim umas senhoras baixinhas e gordinhas (com todo o respeito) tentavam forçar a passagem para tentar começar o mais à frente (vá-se lá saber porquê...). E mal começou, os atropelamentos do costume.

    Depois, as aventuras do Pedro a correr e a tentar beber água ao mesmo tempo. E assoar também (como sou amigo do ambiente levei lenços de papel). Mais desengonçado e trapalhão era impossível!

    Para terminar, aquele último km foi traiçoeiro e terrível para a moral: a meta ali tão perto e ao mesmo tempo tão longe. Pior, à saída da rotunda decidi acelerar...50 metros.. 100 metros... 150 metros... e foi-se o gás. Ia estragando a prova com esta asneirada do último km. Salvo por 3 segundos.

    Enfim, agora percebo o porquê de muitos corredores terem o seu blog: as aventuras são mais que muitas! :P

    Beijinhos :)

    PS - Também gostei do comentário do Pedro Carvalho, foi bastante motivador. Vamos lá ver se lhe consigo seguir as pisadas e baixar dos 50m nos 10k!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem...também tiveste a tua quota parte de aventuras.
      Quando corremos temos sempre montes de histórias para contar. Nas provas, nos treinos. É só aventuras :)

      Ah consegues seguir-lhe as pisadas. Não leste o que ele escreveu? Para evoluir temos apenas de treinar.
      Estou a torcer por ti.

      Beijinhos e uma boa semana

      Eliminar
  8. Muitos parabéns pela corrida e pelo tempo conseguido. Uma das boas coisas na corrida é que não corremos contra ninguêm, apenas "contra" nós próprios...cada um ao seu nivel tem limites, e o "sabor" de ultrapassar um limite é igual para ti em chegar em pouco mais de 57min nos 10km como para um atleta de elite baixar o seu recorde pessoal num meeting internacional qualquer. Parabéns mais uma vez, goza bem o "tal" periodo de descanso, sem objectivos. Bons treinos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas tuas palavras.
      Agora quero voltar a dedicar-me aos treinos mais longos e sem pressas.
      Bons treinos!

      Eliminar
  9. bom dia

    Estive a ver a lista de inscritos no GP Fim da Europa e vi nomes conhecidos...

    Vou organizar o carro Vassoura para tentar fazer em 2 horas, incluindo os primeiros 4 km quase sempre a andar...

    Como nessa são só 1000, pode ser que nos encontremos, até porque nessa não posso desistir e ficar apeado no meio da serra :)

    Hoje voltarei aos treinos no Jamor - a ver se me calham umas séries de 200metros....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguem desiste! =P
      Sim, como é menos gente é mais fácil para nos encontrar-mos.
      Bons treinos!

      Eliminar
  10. Com feijoada depois da prova até eu corria mais depressa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que no fundo o segredo para eu fazer este tempo foi a feijoada ;)

      Eliminar