quarta-feira, 19 de junho de 2013

Coisas

Como eu não quero falar do meu último treino antes do inicio oficial dos treinos para a maratona vou falar sobre outras coisas. Claro que são coisas relacionadas com corrida. Só podia, não é?

Coisa nº1: 

Quando fui passar aqueles dias a Milfontes vi um homem a correr de...........................................
chinelos/sandálias! E não me parecia ser tarahumara (ler o livro Nascidos para Correr caso nunca tenham ouvido falar dos tarahumaras). Infelizmente eu ia dentro do autocarro quando o vi, se não podem  ter a certeza que eu teria corrido atrás dele para lhe fazer algumas perguntas. Nomeadamente "Como raio consegue correr assim?". Ele tinha todo o ar de ultramaratonista, magrinho, de mochila às costas e a correr de chinelos...

Eu tenho alguma curiosidade sobre este assunto desde que li o livro referido acima, o que não quer dizer que me vá pôr para aí a correr de chinelos. Mas acho interessante que se consiga correr descalço ou apenas com uns chinelitos. E é interessante porque há pessoas que assim o fazem e não têm qualquer tipo de lesão, têm é os pés em sangue, mas isso já é outra coisa.

Conhecem alguém que corra assim?Sem ténis? E descalço na areia não conta!

Coisa nº2:

Outro dia o João dizia-me que outro atleta, que também vai correr a Maratona de Lisboa a 6 de Outubro (penso que também será estreante como eu), foi ver as estatísticas...E perguntam vocês "Estatísticas? Mas que estatísticas?"...Bem...ele foi ver o tempo que esteve nos últimos 5 anos no dia....6 de Outubro. E adivinhem?................ Calor! Nos últimos 5 anos tem estado sempre calor no dia 6 de Outubro.

Há duas maneiras de ver isto.
Visão do João (ou visão optimista): Se nos últimos 5 anos esteve sempre calor, algum dia vai ter que ser diferente por isso há boas probabilidade de este ano não estar calor. 
Minha visão (ou visão pessimista): As probabilidades estão contra nós. Se nos últimos 5 anos esteve sempre calor nesse dia, então é provável que novamente esteja calor este ano. Que bom!...ou não...

Coisa nº3:

Eu sei que eu queria escrever sobre 3 coisas, mas agora não me lembro o que era a terceira coisa. Vou continuar a escrever e pode ser que me lembre. Pensa Isa. Pensa. Estou a fazer um esforço, mas não me consigo lembrar. Vou deixar o artigo por acabar até me lembrar e depois já cá venho escrever o que faltava... Ainda não comecei os treinos oficiais para a maratona e já estou a ficar chéché da cabeça.
......................................................................................
LEMBREI-ME! Vamos falar do "muro".
Sim, daquele que todos os maratonistas falam, daquele que uns dizem que não existe, que é um mito, mas que outros dizem ser bem real e que se passa assim ou assado.
O João outro dia dizia-me que o muro vem de repente, mas que temos de ultrapassá-lo. Mas o Carlos dos 4 ao km disse-me outra coisa. Ele diz que quando "batemos no muro" vamos a "empurrá-lo" até ao fim. Ora, a ideia de ir a "empurrar um muro" durante uns bons km's assusta-me um bocadinho. Já vi que tenho que treinar mais os músculos dos braços ahahahahahah =)
Agora a sério, eu acredito que eles possam ter vivido a mesma experiência mas de maneiras um pouco diferentes. Por isso é que eu quero sentir o que é isso do famoso muro para depois poder tentar explicar aquilo que senti.
Digam de vossa justiça, o que é para vocês o muro? O que sentem quando chegam ali aos 30, 30 e picos km's? Contem-me tudo e não deixem de fora os pormenores. 

Para terminarmos em beleza e porque amanhã é um dia importante e eu preciso de me motivar (coisa que o João já fez ao publicar este vídeo), fui pesquisar mais vídeos motivacionais e descobri este que gostei particularmente. Enjoy.

26 comentários:

  1. Em relação ao muro, o que acontece, e foi o que me aconteceu em Dezembro, é que todo o glicogénio (que é o combustivel) que existe nos musculos e figado fica a zeros o que faz com que, como vindo do nada, fiquemos sem quaisquer forças e energia.
    Eu não te quero desmotivar, mas até é algo assustador, pois é quase como se perdesses o controlo sobre o teu corpo.

    Mas claro que existe uma maneira bem simples de prevenir o "choque" com o muro, que é nada mais nada menos do que comer durante a prova, de maneira a repor algum do glicogenio gasto (que era aquilo que eu devia ter feito).

    Bem, espero mas é que isto não te tenha desmotivado =P
    Bjs e força para amanhã (e até ao dia M)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não desmotivas. É bom estarmos minimamente preparados psicologicamente para o que nos espera e eu gosto sempre de estar preparada.

      Obrigada pela força e pelos conselhos.

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá Isa, eu (acho) que já encontrei o Mr.M duas vezes...na minha primeira Maratona aos 36km (+ ou -) e agora à umas semanas na Ultra da Geira aos ca.33 kms.....não é agradável, mas consegue-se ultrapassar com força de vontade. Na Maratona "empurrei-o" até ao último metro, na Geira foram ca. de 10kms, a partir dos 43km melhorei....por isso, há muros e muros (acho eu). Aquele verdadeiro muro, que tantas vezes ouço falar, que nos prega ao chão e nos amarra completamente...esse nunca encontrei. Tb te digo outra coisa, não há nada como encontrar o Mr.M e vencê-lo....a conquista tem um sabor ainda melhor.
    Beijinhos - amanhã é o grande dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela partilha das tuas experiência com o Mr. M :)
      Vou então ter de esperar para ver como será comigo.
      Beijinhos e obrigada pela força.

      Eliminar
  3. Olá
    Nem correr descalço na areia eu consigo.
    Há uns tempos, eu fiz isso e fiquei com duas lindas bolhas vermelhas , enormes, nos dois dedões...
    Mas para trás do sec. XX as pessoas já corriam né?
    Será que pensavam em amortecimentos, pronações ou outras coisas assim?
    Acho que não, e de certeza que faziam muito mais kms que eu , pois não havia carros.
    Claro que quase toda a gente nascia , vivia e morria num raio de 50 kms...
    Beijos e bons treinos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm...bem visto.
      Eu nunca experimentei correr descalça nem sequer na areia, mas ainda hei-de experimentar.
      Beijinhos e bons treinos também para ti.

      Eliminar
  4. Obrigado pelo video

    Quanto ao muro, podem dar-te muitas definições mas só saberás quando estiveres lá. E se duvidas como saber se aquilo é o muro, posso garantir que na altura saberás. Mas não é de assustar. É mais uma medalha que tu terás sempre ao pensar "eu derrubei o muro". Que vais derrubar, não duvido! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela força João.
      Uma correcção: VAMOS derrubar o muro.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Tendo em conta que nunca corri mais que os 21 da meia, ainda nunca encontrei o muro. Mas adorei a parte do ter que treinar os braços ;) Em relação ao tempo, não ouviste o que os franceses disseram: este ano não há verão! (versão ultra optimista) Bom treino amanhã e que comece a contagem decrescente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode não haver um Verão igual aos outros, mas vão haver pelo menos alguns dias mais quentes, eu não queria era que um desses dias calhasse no dia da maratona. Mas vamos esperar para ver.
      Beijinhos e obrigada.

      Eliminar
  6. Isa... sobre o Correr Descalço, dá uma vista de olhos aqui: http://correrdescalco.blogspot.pt/

    Conheço o Pedro, o autor, e ele desde que experimentou não quer outra coisa: descalço é que sente bem, livre, solto, ele mesmo! Dá uma vista de olhos pelo blogue dele...aborda a questão do ponto de vista da sua experiência e faz-nos questionar tantas certezas (?) que se têm sobre calçado especial para a prática da Corrida.

    Outra coisa: O Muro
    Olha Isa, das 4 Maratonas que corri, houve as em que o muro me passou ao lado e houve apenas uma em que bati, bati lá (mais ou menos km 28) mas não o empurrei até ao fim! Empurrei um bocado e deitei-o abaixo, para depois continuar a correr "normalmente" (de novo em ritmo de relativo conforto) ate aos 42195 metros.

    E outra coisa: já tive muros em Meias Maratonas, ali pelo 16...

    E sabes o que te digo, pelo menos para quem vai fazer a Maratona como tu...num ritmo que te será relativamente confortável (sim, não estás a pensar ir a abrir os 42195 metros pois não?) é o seguinte: o muro surge, na Maratona (ou em outra prova) quando a tua preparação é escassa e insuficiente para a quilometragem que queres fazer na prova. É sentir como se a bateria acabasse e não tens mais força. Tem também a ver com a forma como te hidradas e comes (sim, 4 horas ou mais em esforço é preciso mais que água, perdes muitos minerais que deves ir repondo: fruta, fontes de açucar de absorção rápida, minerais, sal, e há tantos produtos já compostos à venda que não será difícil escolheres e que deverás experimentar nos treinos longos e te habituares a eles. Nada de aventuras nem novas experiencias no dia da Maratona! Para novidade já terás a Maratona em si!

    Mas tu, já nesta altura a fazeres treinos de mais de 20 km, e a continuares assim, bem orientada (também com a ajuda do João), tenho a certeza que chegas ao Dia extremamente bem preparada para o desafio que vais vencer com alegria e sem dificuldades de maior! Aposto nisso!


    E ainda acerca dos Muros...isto é como as grávidas: quando nós estamos à espera de bebé contam-nos histórias do arco da velha, que até parece que nos querem é meter medo e fazer-nos desistir, mas cada caso é um caso! Não percas tempo nisso. Concentra-te no programa de treinos, nas sessões longas com bons abastecimentos, e descanso que também é parte do treino para não haver sobrecargas e consequentes lesões.

    Vai (tu vais!) correr tudo bem! Eu sei que sim!

    Beijinho e vou estando por aqui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm...interessante esse blogue, já vou ver com mais atenção.

      Ir a abrir na maratona não é de todo a minha ideia.
      Muito obrigada pelos teus conselhos e experiências.

      Beijinhos e boa preparação também para ti :)

      Eliminar
  7. Olhem, eu sugiro que a blogosfera se junte e faça uma espera a esse tal de "Muro"! Esse gajo, pá... Só serve para fazer mal... Vamos dar cabo dele! :)

    Bom, minha querida, este ano o verão, como dizem, será diferente. Por isso a visão do João será a mais acertada. Eu aposto que dia 6 vai estar frio e até vão cair umas pinguinhas lá por volta do 23ºkm... Para vos refrescar!

    E não, não conheço ninguém que corra descalço. Toda a gentinha que conheço corre com ténis xpto, meias de compressão tchanan, t-shirts não-sei-quê...
    Até conheço uma que corre de saia, imagina!... :D

    Gostei muito do vídeo. Beijinhos e boa estreia para amanhã!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hihi, adorei essa de fazermos uma espera ao muro :)

      Anabela, este é um daqueles casos em que eu espero mesmo não ter razão. Espero mesmo que vocês estejam certos e que nesse dia esteja mais fresquinho.

      Beijinhos e obrigada.

      Eliminar
  8. 1- Há um atleta que tem um tempo extraordinário na Maratona feita de chinelos agora nem me lembro o nome nem o tempo. Mas isso só se consegue com atletas muito especiais!
    2- O mais seguro é treinarem para o calor.
    3- Quanto mais bem preparado se está mais tarde se vai sentir o "muro" na maratona. Se não sentires o "muro" é porque não deste tudo o que podias dar na prova! E não sou eu quem afirma isto mas sim grandes especialistas na matéria (com tempo até te posso fazer aqui uma citação de um desses especialistas).
    Enfim quem vá fazer a maratona só para acabara, nas calmas, até pode ser que não sinta nada, agora quem vá nos seus limites alguma coisa vai sentir.
    Nas minhas modestas 4 maratonas tanto tive "muros" muito sofridos como alguns mais curtos.
    Curiosamente o que passou mais rápido foi quando fiz o meu melhor tempo na prova (3:10:27) talvez por ir muito bem preparado e o pior foi na minha primeira maratona.
    O que sente no "muro". depende tanto e pode sentir-se tanta coisa não vale a pena estar a descrever isso pois cada maratona e cada pessoa são um caso particular. Mas, afinal, no treino também temos os nosso "muros"!.
    Não há treinos que correm mal, que sofremos que nem uns perdidos para os terminar?
    Por mais que correr seja prazer esse sofrimento faz parte e é muito importante saber vencer o sofrimento dos treinos porque é isso que nos permite terminar uma maratona.
    E já agora uma nota: julgo que tens muitos treinos, longos, planeados com o João Lima mas também é fundamental fazeres alguns treinos longos absolutamente sozinha!
    Um fundista não se faz sem treinos longos sozinho! É nos treinos longos em solidão que melhor se aprende a conhecer o nosso corpo e a enfrentar os "muros" que nos apareçam pela frente! E fala a experiência de um pioneiro da ultra maratona em Portugal.
    Beijinhos,


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto ao calor já estamos a tratar disso e eu preciso mesmo muito de treinar com calor.
      Obrigada por todos os conselhos sobre o muro e quanto aos treinos longos não te preocupes pois há alguns treinos longos que irei fazer sozinha, no entanto e sendo isto uma maratona a dois, a maioria dos treinos longos será feita com o João, até porque é melhor para nos motivarmos.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Dúvidas, coisas, muros, etc., etc., etc.
    Informa-te mas não te preocupes muito, prepara-te e o resto vem naturalmente.
    De resto, venha ela e rápido!
    MARATONA! MARATONA! MARATONA! MARATONA! MARATONA! :)

    Beijos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nah, eu não tou preocupada com o muro, pois até quero "conhecê-lo", apenas queria saber das vossas experiências.
      As duas coisas que realmente me preocupam, e não consigo evitá-lo, são as minhas canelas e o calor (o meu grande inimigo).
      Mas aconteça o que acontecer eu vou correr a maratona no dia 6 de Outubro :)
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Isa, não te posso ajudar na questão do muro. Nas distâncias que eu corro o gajo não tem aparecido. Mas também te digo, quando ele aparecer (se aparecer) desvias-te um pouco e passas ao lado. Que é que ele vai fazer? Nada.

    Beijinhos Campeã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela força.
      Beijinhos e bons treinos.

      Eliminar
  11. Estaremos então na Maratona Lisboa! Bons treinos e boa corrida.

    ResponderEliminar
  12. visita o fórum português de corredores descalços =) www.pesdescalcos.pt. também me vou estrear na maratona este ano. Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já andei por lá a cuscar. É uma ideia interessante, gostava de experimentar, mas só depois da maratona.
      Força para essa estreia!

      Eliminar