quarta-feira, 29 de maio de 2013

Corrida do Oriente há 1 ano atrás...a minha primeira prova de 10 km

Há 1 ano atrás eu ainda não tinha blogue, por isso não há qualquer relato da minha primeira prova oficial de 10 km. 

Tudo começou no Oriente...

No dia 3 de Junho de 2012 a Isa iria correr a sua primeira corrida com 10 km.
Tempo oficial: 1h06m31s
Tempo real: 1h05m27s

Mas o tempo que fazemos numa prova no fundo no fundo diz pouco ou nada. As sensações que sentimos, o prazer, o sofrimento, as dúvidas, tudo isso não se traduz em tempo.

Lembro-me bastante bem do que senti, por isso vou tentar fazer um relato o mais fiel possível.

A minha semana anterior ao grande dia foi desastrosa. Os treinos correram-me tão mal que achei mesmo que não iria conseguir correr os 10km.
E eis que chega o grande dia. Acordo, tomo o pequeno-almoço e equipo-me. Vou a pé até ao Colégio Militar e apanho o metro. No metro, na linha vermelha, um homem cubano a viver em Portugal mete conversa comigo. Como estou com o dorsal, pergunta-me pela corrida. Digo que são 10 km, pergunta-me se corro 10 km. Digo que sim, depois  digo que acho que sim ( tendo em conta os últimos treinos acho que não…). Depois mais confiante digo que sim que consigo correr 10 km. Agora sinto que tenho mesmo de correr do inicio ao fim, sem paragens. Diz que já participou na Meia-Maratona da Vasco da Gama e que já corre há 6 anos. A primeira vez que correu uma meia-maratona parou aos 19 km. Estava tão perto. Fomos na conversa e no final ele desejou-me boa sorte. No fundo aquele foi o incentivo que eu precisava. Eu tinha-lhe dito que conseguia correr 10 km, não podia falhar com a minha palavra.

Estive alguns minutos a preparar-me psicologicamente, a motivar-me e à medida que se aproximava a hora de partida, as pessoas começaram a dirigir-se para a linha de partida, mas eu esperei um bocado porque não fazia sentido nenhum pôr-me logo à frente.

Quando deram o tiro da partida não corri logo, pois ainda estava a uns bons metros da linha de partida. Assim que passei pela Partida comecei a correr devagar e liguei o cronómetro. Várias pessoas me ultrapassaram e entretanto ficaram para trás os que não tinham pressa. Como eu. Fui nas calmas, estava a sentir-me bem. A certa altura “colei-me” a um rapaz e a uma rapariga que seguiam a um ritmo semelhante ao meu e pensei que se não os perdesse de vista conseguiria acabar a prova sempre a correr. Fui atrás deles talvez uns 2km, mas depois achei que aquilo era lento de mais para mim, eu sentia-me bem, estava com pica. Eu queria acelerar. E então decidi ultrapassá-los. Por esta altura ultrapassei algumas pessoas, de vez em quando “colava-me” a alguém que ia a um bom ritmo, mas sentia-me bem. Sentia o prazer da corrida. Entretanto havia uma descida e depois uma subida. Acelerei um pouco na descida, mas não sei bem como continuei a acelerar na subida. Não me custou quase nada, ia a ultrapassar outros atletas. Eu que detestava subidas! Claro que se houvesse muitas mais subidas nunca teria aguentado, mas como a maior parte do percurso desta prova é plana não houve nenhum problema. Aos 4 km havia um abastecimento de águas. Nem estava à espera que fosse tão cedo e a garrafa que me deram durou toda a corrida. Bebi um golo e molhei a cara para refrescar, pois estava algum calor. Por esta altura ia a correr a um bom ritmo (na altura era um bom ritmo para mim, está bem? não se riam!), embora não saiba ao certo qual. Só sei que ultrapassei mais algumas pessoas e estava a sentir-me bem, que no fundo é o que interessa. Sentia que conseguia acabar a corrida sem parar. 

Algures entre o 5º e o 6º km havia o controlo do chip e passei por lá com 40:42 (olhando para este tempo agora só me apetece rir). Penso que foi por volta do 6º km que havia outro abastecimento de águas, mas ainda tinha a primeira que me tinham dado e não aceitei outra. Continuei a ultrapassar pessoas, mas já ia cansada e deixei de prestar grande atenção ao que se passava ao meu redor. Ainda tinha esperança de conseguir fazer a prova em 1 hora devido ao ritmo que tinha imprimido durante alguns km’s. Mas tinha alguns minutos para recuperar e já não tinha forças para acelerar o suficiente para recuperar esses minutos. Não interessa. O que interessava era simplesmente continuar a correr. Fui olhando para o relógio e decidi que o meu objectivo seria fazer os 10 km numa hora e 5 minutos. Estava a chegar, entretanto já via a Meta. Acelerei mais um pouco. E consegui! 1h05m27s!!! VIVA! 
Claro que não é nada de especial. Mas depois das ultimas semanas eu nem sequer sabia se conseguiria correr 5km, quanto mais 10. Foi a primeira vez que fiz uma prova de 10 km e que corri do inicio ao fim Muito, muito feliz depois desta prova! Muito, muito feliz!

Fui a pé com a minha mãe até ao Oriente. Fui a casa tomar banho e depois fui almoçar com amigos à Baixa. Era buffet. "Coma tudo o que queira". Não é preciso dizerem duas vezes! 

Entretanto saíram as classificações da prova e vi que fiquei na 1578ª posição de 1724. Fui a 71ª do meu escalão de entre 96.
Isto são tudo factos muito interessantes…mas o que de facto me deixou espantada e surpreendida na altura foi o facto de eu ter ultrapassado cerca de 60 pessoas depois de ter passado pelo controlo do chip aos 40 minutos.
Basta ver a quantidade de pessoas que passaram no controlo antes de mim (inclusive algumas que passaram 4 e 5 minutos antes de mim) e que chegaram à Meta depois de mim. Quase 60 pessoas! E eu não me lembro de ultrapassar assim tanta gente nesta fase. Aliás, nem uma única pessoa que tenha passado o controlo depois de mim me ultrapassou e eu ultrapassei quase 60! Epá, uma pessoa tem que se alegrar com alguma coisa. E na altura eu fiquei super entusiasmada com isto. 

As primeiras provas são sempre especiais, mesmo que não consigamos fazer o tempo que ambicionávamos, mesmo que não corra tudo a 100%. E a minha primeira prova de 10 km foi de facto especial e lembro com carinho essa prova e a sensação fantástica de ter terminado.

Um ano depois não podia deixar de estar presente no aniversário da minha primeira prova de 10 km. 
Este ano já não faço 1h05m =P

3 de Junho de 2012- Corrida do Oriente
A uns metros da meta

18 comentários:

  1. Vais bater um recorde pelo menos! Nem que seja o da tua prova não é? Boa prova! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto =)
      Obrigada Sílvio.
      Beijinhos e boas corridas.

      Eliminar
  2. Um ano depois, o relato da primeira prova de 10 kms!

    Mal imaginavas tu como estarias um ano após. Se te dissessem, mandavas chamar o 112 para internar essa pessoa (ih ih ih).

    Tiveste uma evolução espectacular e, o que é mais impressionante, é constatar que tens muitíssimo mais para dar. Tanto!!!

    Também o Oriente está no meu coração. Foi aí que em 2006 baixei pela primeira vez da hora e muito especialmente, foi aí que regressei em 2009 após a fractura do pé. Tal como tu, não acreditava fazer tudo de seguida. Mas fiz. No meu pior tempo de sempre (1.07.52) mas que comovente alegria senti no momento de estar novamente a cortar uma meta.
    E sempre que vou ao Oriente, recordo tudo isso. Como tu. Nunca quererás deixar de lá ir e irás sempre recordar essa tua primeira vez.

    Beijinhos

    PS - Tinhas razão. Gostei mesmo de ler este artigo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah pois mandava =) Hehehe

      No domingo vai ser mesmo especial voltar a percorrer aqueles 10 km. Vou desfrutar.

      Beijinhos e boas corridas.

      Eliminar
  3. É sempre interessante ler os teus relatos,mesmo com um ano de atraso ;) Principalmente porque em 2012 também fiz essa prova. Infelizmente este ano não vou poder ir.
    Boa prova no Domingo e feliz aniversário "atlétical"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rui! :)
      Beijinhos e bons treinos

      Eliminar
  4. "Não há amor como o primeiro"

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  5. Imagina com está evolução em apenas o ano do que estarás aqui a falar daqui a 10 anos!
    Nem quero imaginar.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem quero imaginar, mas acredito que sim, que naturalmente as coisas vão evoluindo. O importante é continuar a desfrutar deste prazer da corrida.
      Beijinhos Jorge

      Eliminar
  6. Também fiz essa prova no ano passado. Estava muito calor de facto. É engraçado recordar a primeira prova e mesmo o tempo feito é relevante. A progressão que fazes depois da primeira metade da prova é, digamos, parte do teu ADN, no que à corrida diz respeito. O teu segundo ôlego já lá estava, mesmo com muito pouco tempo de treino. :)

    Bjs e parabéns pelo primeiro ano como corredora. Que muitos mais se sigam!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho um grande carinho sobre esta prova e estou desejosa que chegue domingo para celebrar :)
      Hehe, pois se calhar já estava no ADN.

      Beijinhos e boas corridas.

      Eliminar
  7. O importante é gostares, mesmo que dure menos tempo! ;)

    Beijinhos e boa prova!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo que por alguma razão corra muita mal, já vou gostar só de estar presente a correr novamente aquela prova.
      Obrigada.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Isa, que corra tudo bem. Já tens muito mais experiência, vais fazer um tempo muito melhor. Este ano não participo, durante as próximas semanas vou fazer treinos mais longos.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada.
      Fazes bem. Bons treinos =)
      Beijinhos e bom fim-de-semana.

      Eliminar
  9. A primeira é sempre especial....engraçado como te lembras de pormenores que à partida não parecem importantes (como os km dos abastecimentos). Estou com o Bluesboy, o teu já famoso "2º fôlego" já lá estava, tu é que ainda não sabias :D
    A minha primeira foi a Meia Maratona da Ponte 25 de Abril em 2010 - grande maluco, quase que morria....tb não tinha blogue pelo que não tenho registo escrito, só a memória....mas acho que não iria conseguir colocar tantos promenores em papel...pensando bem, talvez valha a pena...
    Desfruta dessa prova no domingo ao máximo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar até conseguias. Uma pessoa começa a escrever e vai-se lembrando das coisas. A primeira é sempre especial, a gente lembra-se :)
      Obrigada e beijinhos.

      Eliminar