quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Maratona do Porto, o relato duma prova maravilhosa

06.11.2016

No sábado, dia 5 de Novembro, iniciámos a nossa viagem rumo ao Porto. Umas semanas antes tivemos uma baixa, a Margarida, filha do Orlando não poderia ir, mas por outro lado uns dias depois tínhamos um novo reforço, o meu pai :)
E depois, no próprio dia, a Nora, mulher do Orlando, ficou doente e também não pôde ir.
Sendo assim, seriamos os 4 maratonistas, João, Orlando, Isa e Vitor, mais o meu pai e mais a Mafalda, mulher do João. Um excelente grupo! :)

Tal como planeado chegámos ao Porto pela hora do almoço e fomos logo levantar os dorsais e almoçar à Pasta Party, onde encontrámos várias caras conhecidas.
A seguir ao almoço fomos para o hotel descansar, enquanto o meu pai andou a passear pela bela cidade do Porto. Ainda deu para fazermos uma soneca.
À noite tivemos um muito agradável jantar convívio em casa do amigo Carlos Cardoso. Obrigada Carlos e obrigada a todos os presentes pela excelente companhia :)

A armada do costume: Orlando, João, eu e Vitor.
Na fila a levantarmos os nossos dorsais.
Com o Vitor e com o meu pai.
Com o meu pai junto ao Rio Douro.

E chegou o dia da prova, como habitual com algum nervosismo à mistura. Tomámos o pequeno-almoço, equipámo-nos e saímos para a rua onde estava MUITO frio. Ora, claro que tinham que me aparecer frieiras....no dia da maratona!!! O que vale é que apliquei logo muito creme nas zonas afectadas e assim que o corpo aqueceu, não dei mais por elas.

Lá está a armada dos 4 ao km, só faltou aqui a Rute que
se estreou nesse dia.
Na fila para a casa de banho.
Que eu me lembre só fui uma vez! Isto é um recorde para mim! =P

Uns alongam, outros apertam os atacadores, outros tiram fotos... =P

Estava quase na hora....AI CA MEDO!!!
Dirigimo-nos para a partida após um muito ligeiro aquecimento e desejámos boa sorte uns aos outros. Já no bloco da partida encontrámos o amigo Joaquim Costa que vestia uma t-shirt com uma frase do João Marinho, sem ninguém o saber foi aí que para mim começou a emoção da maratona. Ao ler aquela frase e ler quem era o seu autor vieram-me as lágrimas aos olhos, mas controlei-me.
Sim, pode custar correr uma maratona mas estamos vivos e devemos aproveitá-lo ao máximo. E que melhor maneira de celebrarmos a vida do que correr uma maratona? :)

E assim partimos rumo à nossa sétima maratona ao som de Highway do Hell dos AC/DC.
Começámos logo ligeiramente a subir pela Avenida da Boavista e contornámos o Parque da Cidade, seguimos rumo a uma rotunda onde havia muita gente, muita animação e onde estava o meu pai a apoiar-nos.

Depois disto fomos rumo a Leixões e a Matosinhos, aqui estava novamente o meu pai a apoiar-nos :)
E deu para nos cruzarmos com a malta que vinha já no retorno.
Com cerca de 10 km íamos na boa. Quase que nem tínhamos dado pelo tempo a passar, estava a ser verdadeiramente uma festa e praticamente havia sempre gente a gritar e a apoiar. 

Fizemos os 15 km e passámos os 20 km ainda antes da travessia da Ponte D.Luís I onde estava imensa gente a apoiar, incluindo o meu pai claro. E até malta do Benfica com cachecóis e camisolas. Nesse dia o Porto-Benfica haveria de ficar 1-1.
Pouco depois de passarmos a ponte e já na margem de Gaia cruzámos o pórtico da meia-maratona mais ou menos no tempo que havíamos planeado.
Sim, posso confessar que havia uma esperança de finalmente baixarmos das 4h30, embora o Vitor já o tivesse feito logo na 1ª maratona com 4h29, nós achávamos que conseguíamos perfeitamente fazer abaixo disso, só tínhamos era que seguir sempre naquele ritmo certinho.


E assim foi. Nunca fomos tão regulares numa maratona e ao mesmo tempo nunca a fizemos de forma tão "fácil". Foi claramente a maratona que menos nos custou, o que nos leva a pensar que continua a haver aqui margem para melhorarmos mais este tempo. Nós fomos a ritmo descontraído, nem sequer fomos a dar o máximo...que tempo conseguiríamos fazer se déssemos mesmo o máximo? Um dia destes saberemos.
Na margem de Gaia fomos até à Afurada o que deu novamente para vermos algumas caras conhecidas e quando já vinhamos nós no retorno deu para nos cruzarmos com o João e perceber que se tudo corresse bem era hoje que ele iria baixar das 5h :) Já a Rute e o Artur também vinham em bom ritmo e animados, o que também fazia prever uma excelente estreia para a Rute :)

Falávamos um com o outro, à espera de a qualquer momento quebrarmos o ritmo, dizíamos um para o outro que a qualquer momento isso iria acontecer, mas quanto mais tarde fosse melhor!
O que sei é que chegámos ao km 30 em 3h06m se não me engano. Estávamos completamente dentro do tempo previsto para baixarmos das 4h30 mas a qualquer momento poderíamos ir abaixo. Isto nunca se sabe..
Em vez disso ao km 32 fizemos um dos nossos km mais rápidos da prova, abaixo dos 6min/km! Ca raio! É que íamos mesmo bem! Não sei se era para dizer isto...mas ele não está a ouvir...o Vitor chegou a dançar ao som da música "Macarena" enquanto corria, íamos nós com 31 ou 32 km nas pernas...Portanto, acho que dá para perceber que íamos mesmo bem e descontraídos :)

Pelo filme que fiz com o telemóvel no túnel dá para perceber a animação e a festa que é esta maratona.

video

Íamos tão bem que até parecia mentira, na zona da Alfândega uma leitora do blogue gritou por nós e disse "Hoje é para recorde!". Virei-me para o Vitor e baixinho disse-lhe "Eu não quero agoirar mas acho mesmo que ela tem razão." :)
E não é que tinha mesmo? ;)

Continuámos a correr e bem, ainda ultrapassámos muita gente nesta fase final.
Só a partir do km 35 é que as pernas começaram a pesar mais, mesmo assim estes foram os nossos km finais:
km 35 - 6.16
km 36 -6.18
km 37 - 6.13
km 38 -6.25
km 39 - 6.40
km 40 - 6.29
km 41 - 6.45
km 42 - 6.24

Média final da prova foi a 6.11 :)

Ora com uma média destas só podia dar um excelente tempo para nós. E assim que chegámos junto à rotunda da Anémona e começámos a subir para a meta que estava ali a umas centenas de metros já era mais que certo as sub 4h30 e isso via-se e bem na minha cara:




Que sensação fantástica! Corrermos tão bem, tão felizes, sem dores, sem grande cansaço, num dia de sol mas com temperatura amena. E para terminar em beleza conseguirmos finalmente baixar das 4h30 :)

A uns metros da meta a festa é enorme, muita gente a aplaudir, muita gente a gritar, tentei ver o meu pai ou a Mafalda mas não conseguir ver nenhum deles.



Este ainda não é o pórtico da meta mas estamos a entrar na recta da meta e eu levanto os braços de alegria, vamos fazer um excelente tempo e vamos acabar bem. As pessoas batem palmas, passamos entre um grupo de raparigas com pompons, tipo "cheerleaders" que praticamente fazem a festa toda por nós. Ca espectáculo! Isto é mesmo único! Quando é a próxima? ;)



Eu só sorrio, o Vitor vai sério, acho que ainda não acredita.
Um dos speakers diz ao microfone "Isadora, parabéns." Eu sorrio :)
Foi assim a nossa chegada à meta da Maratona do Porto:



4h23m32s- NOVO RECORDE PESSOAL PARA AMBOS!!! =)

Abraçamo-nos e beijamo-nos. Conseguimos!

Agora é continuar a caminhar, receber as medalhas e camisolas de Finisher.
Encontramos o Orlando que com 60 anos continua a fazer 4h e pouco e ficamos a alongar com ele.
Ligo ao meu pai que não conseguiu chegar a tempo, pois os transportes para ali são muito poucos. Ligamos também à Mafalda que estava lá mas só a vimos já depois do João ter chegado.

Entretanto ficamos a saber que o João conseguiu baixar e bem das 5h :)
E que a Rute conseguiu terminar e também abaixo das 5h a sua 1ª maratona de estrada.
Mais tarde vamos sabendo outros tempos, como o grande tempo do Carlos Cardoso e do Luís Lobo e como outra grande estreia do Nuno Moreira.

No final a armada encontra-se e tira uma foto para a posteridade com as suas bonitas medalhas.


Foi uma excelente maratona, a melhor de sempre! Correu bem a todos e deu em recorde para 3 de nós.
A nossa maior alegria para além do óbvio recorde foi o termos conseguido correr tão bem, tão descontraídos e sem grande esforço. Há claramente aqui ainda uma boa margem para melhorarmos este tempo. Fica para a 8ª ou para a 9ª :)
Outra coisa muito boa foi a recuperação. Das 7, esta foi aquela que recuperámos melhor. Para isso contribuiu com certeza o treino que fizemos, com muito reforço muscular, mas também o muito que alongámos após a prova enquanto esperávamos pelo João.

Esta foi também a melhor maratona que já fizemos em Portugal e praticamente ao nível das que fizemos no estrangeiro. Muita gente a apoiar! Tanta mas tanta gente, há dois anos não foi assim tanta.
O pessoal do Norte é mesmo um espectáculo!
Obrigada a todos os que nos apoiaram, conhecidos ou não conhecidos, gritaram por nós ou pensaram em nós durante a maratona. Um obrigada especial ao meu pai por nos ter acompanhado e por ter estado em vários locais ao longo da corrida :)
Obrigada também aos companheiros de viagem pela excelente companhia.
E obrigada ao meu companheiro Vitor por partilhar todos estes momentos especiais comigo :)

Foi mais uma fantástica viagem esta nossa sétima maratona!
Agora venha a 8ª :)

14 comentários:

  1. Uma prova maravilhosa, uma vossa maravilhosa prestação, a maravilha de teres dado cabo de 14 minutos no record e o Vitor 6, a maravilha de terem feito uma 2ª parte praticamente igual à 1ª, só podia dar em ser uma maravilha ler este relato!

    Mais uma vez, e porque nunca é demais, MUITOS PARABÉNS! São grandes!!!

    Beijinhos e abraços aos dois :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh =)
      E obrigada pela maravilha de comentário :)

      Também tu tiveste em grande João!
      Foi um grande dia para todos nós.

      Beijinhos e abraços

      Eliminar
  2. Muito boa esta maratona!
    Com muito público a aplaudir os atletas, parecia que estávamos em Espanha:)
    Veio ao de cima, o treino de ginásio que fizemos, conseguindo nunca parar em toda a prova.
    Foi uma grande jornada desportiva e social!
    Mais uma maratona contigo, foi um prazer, venha a próxima;)

    Beijos gigantes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo muita boa e sempre com muito apoio.
      Foi tudo excelente, não só o tempo que fizemos como o nunca termos caminhado :)
      E claro todo o convívio com a malta :)

      Agora...next!!! ;)

      Beijos gigantes

      Eliminar
  3. Oh pá, um relato exactamente um mês depois da prova e que deu para voltar a recordar todos os kms desta aventura! Foi claramente um tempo assente numa excelente preparação e o resultado final só demonstra a seriedade com que encararam a prova e a alegria com que a correram.

    Beijinhos e abraços e continuação de boas provas!

    E obrigado pela referência a este humilde estreante. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Nuno :)
      E parabéns mais uma vez pela tua excelente estreia :)
      Beijinhos e abraços

      Eliminar
  4. Muitos parabéns!
    Têm-se empenhado e isso começa a dar frutos. Fizeram uma prova muito boa, sempre certa e bem-dispostos. :)
    Continuação de óptimas corridas!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rute.
      E mais uma vez parabéns pela tua fantástica estreia :)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Mais uma vez muitos parabéns. Foi uma história bonita, o antes, o durente e o depois.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Carlos, grande recordista! :)
      E obrigada pela bela jantarada.
      Beijinhos e abraços

      Eliminar
  6. Quando vos disse que ia dar para record, foi sentido! Já tinha lido alguns relatos de maratonas vossos e achei que pela hora de passagem na alfândega e pelo vosso aspecto, achei mesmo que dava!! Ainda bem que sim
    Parabéns e beijinhos,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oriana, desculpa só responder agora ao teu comentário. Ando mesmo distraída!
      Muito obrigada pela força, acredita que nos soube muito bem :)
      Beijinhos

      Eliminar
  7. excelente relato, vocês são "lindos"..tal como eu e a Natércia adoram correr o que é sem duvida um exemplo de uma vivência muito saudável.
    Parabéns pelo recorde da maratona...outras virão até baixar as 4h!!!
    Um ano de 2017 com tudo de bom , que os sonhos se concretizem .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Joaquim :)
      E um excelente 2017 para vocês.
      Beijinhos e abraços

      Eliminar