quinta-feira, 24 de julho de 2014

Corrida da Lagoa de Santo André, porque eu corro sempre para os pontos extra

Depois de um dia maravilhoso com o Vitor chegámos à Lagoa de Santo André. 
Este era o dia! Era o dia em que eu tinha que renascer. Ou vai ou racha! 
Objectivo único: terminar a corrida. Pontos extra: ser feliz enquanto corria.
Felizmente não só consegui atingir o objectivo como ainda consegui os pontos extra :) 

Reunimo-nos com os amigos, a Mafalda e a Sandra iriam para a caminhada. Ai onde esta Mafalda ainda vai parar.... ;) E Sandrinha volta depressa às corridas! Eu, o Vitor e o João aquecemos e é bom que não se esqueçam daquele momento em que eu vos "obriguei" a prevaricar. Eu não me esquecerei! ;)

4 dos 5 elementos 4 ao km presentes: Vitor, eu, Mafalda e João.
Falta o Eberhard.

Eu estava algo apreensiva. Como me iria sentir depois dos treinos desastrosos que fiz na semana anterior? Hoje tinha que correr bem! Mas e se não corresse? Para ajudar à festa estava um dia de sol e calor.

Foi dada a partida. Na minha cabeça estava com algum medo de nem conseguir correr 1 km. Parvoíces. 
Parti junto ao Vitor e ao João mas o João ficou um pouco para trás e para minha surpresa eu até ia com uma boa pedalada. Segui com o meu companheiro de todas as corridas, nos bons e maus momentos, íamos cautelosos mas com um bom ritmo. Logo nos primeiros km's vimos uma atleta nossa conhecida parada à beira da estrada, estava aflita com o calor, penso que acabou por desistir. Fiquei a pensar naquilo...
Mais à frente alguns atletas já andavam....Não percebia o que se estava a passar mas que foi um bom teste ao meu psicológico lá isso foi. Porque neste dia eu estava boa de pernas, o psicológico é que podia tramar a coisa mas não! You're gonna hear me roar! Eu não me deixarei ir abaixo! Eu vou terminar isto!
Quando íamos quase a chegar ao retorno vi-a. Tão bela, tão boa! A famosa....MELANCIA!!!! =)
Ainda hesitei mas desta vez, ao contrário do ano passado, não parei para comer melancia. Não queria parar 1 segundo e com aquele calor todo a melancia poderia não cair-me bem enquanto corria. Assim, descemos até ao retorno e depois subimos em direcção ao abastecimento. Cruzá-mo-nos com o João. Disse-lhe "É para terminar!" Era para ele, para lhe dar força mas ao mesmo tempo era para mim.

Lá vai o casalinho.
Ela sorri e mostra dois dedos em sinal de vitória.
Tal e qual como se sente, feliz e vitoriosa.

O calor fazia-se sentir mas a verdade é que sinto-me mais resistente ao bicho. E a prova disso foi o tempo feito. Depois de corrermos em zona de terra batida e areia voltámos ao alcatrão e já que íamos a fazer um bom tempo, mesmo sem recordes porque não dar corda às sapatilhas (agora falei à norte, hein? ;) hehehe) e tentar fazer o melhor tempo possível? E assim fizemos! Aquela descida rumo à lagoa de Santo André é capaz de ser das minhas descidas favoritas em provas e eu não sou grande fã de descidas! Por outro lado é uma descida enganadora, a meta parece já ali mas ainda está a alguns minutos de distância. Corremos, corremos, não dará para recorde mas quero tentar fazer na casa dos 55 minutos o que será dos meus melhores tempos. 

Corremos, corremos. 

55 minutos. Ai que ela está ainda tão longe! 

55.20. Ai que isto vai ser apertado!

55.40. Toca a acelerar por aqui abaixo a 4.26! É a loucura!

55.50. Vamos conseguir! Damos as mãos e...

55.53.....Atravessamos a meta.



Menos de uma semana após Almonda, num dia de calor, consigo fazer o meu terceiro melhor tempo numa prova de 10 km. Estou feliz. Consegui terminar e consegui os pontos extra, a alegria de correr.

Seguiu-se a felicidade de ver o amigo João Lima a terminar, assim como o Eberhard.
Depois foi altura de repor energias e de algumas pessoas (apenas algumas....acho mal a discriminação que as melgas fazem!) serem picadas por melgas. Picadas e bem picadas! 

Foi um dia excelente! E a partir deste dia voltei a correr normalmente. Precisava mesmo disto. Santo André é especial.

10 comentários:

  1. Depois do que tinha visto na véspera, era mesmo necessário que esta prova te corresse muito bem, como sucedeu, felizmente.
    E é curioso isso que dizes mas é bem verdade, está a aguentar muito melhor o calor, o que te irá ajudar mais nalgumas duras provas.

    Parabéns pela corrida e pelo dia quase perfeito (a excepção foram as melgas das melgas...). Estas provas mais longe proporcionam dias muito agradáveis.

    Beijinhos e "keep on roaring" :)))

    ps - Eu não me esqueço que me "obrigaste" a prevaricar... (ih ih ih)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que eu sei é que mais ninguém inventou a dança da melga.
      Foi um dia optimo!

      E eu não obriguei ninguém a nada! Eu simplesmente propus...propor é diferente de obrigar ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  2. A alegria de correr e o correr por apenas correr:)
    Bem vinda de volta ;).
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Depois da tempestade vem a bonança... Força aí! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Oh yeah! Isa is really back ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Depois do que aconteceu no Almonda, fiquei feliz por te ver a correr daquela forma. Apesar do grande calor, correste a um ritmo muito forte.
    Depois de um contratempo, conseguiste seguir em frente.
    Foi um dia espetacular na tua companhia e na dos amigos.
    Não obrigaste a prevaricar, mas deste a ideia:)
    Melgas? Não vi nenhumas;)

    Beijos grandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu inspiras-me sempre durante as corridas ;)
      Foi um dia maravilhoso como tantos outros que felizmente temos tido.

      Pois....não viste melgas nenhumas....eu acho mal!!! Não percebo porque não foste picado! Acho uma grande injustiça!

      Beijos grandes

      Eliminar