domingo, 10 de abril de 2016

Maratona de Barcelona, inesquecível

Em todos os sentidos :)
A melhor em apoio, a melhor em abastecimentos, a melhor em tempo (para mim). E o melhor de tudo: a melhor em resistência! Conseguimos correr do inicio ao fim, sempre a sentir-nos relativamente bem :)

Mas vamos por partes, até porque a nossa viagem até Barcelona começou da pior forma possível.
Na sexta-feira, dia 11, acordamos às 03h15, pois temos um avião para apanhar às 07h05m. Levantamo-nos e não sei bem como o Vitor esbardalha-se e abre uma orelha!!! Há muito sangue e nitidamente tem de levar pontos. Não há hipótese, temos que ir para o hospital! Ligo para o João bastante nervosa, digo-lhe que não sei se vamos conseguir apanhar o avião. Tranquilizo-o, foi só o susto, o Vitor está bem, mas tem mesmo que coser a orelha.
Entramos no hospital bastante ansiosos, o Vítor aguarda que o chamem, enquanto eu vou mantendo o João a par do desenrolar da coisa. Felizmente chamam-no mais ou menos rápido para o coserem, vou olhando para o relógio a fazer contas mentalmente, "temos que sair daqui o mais tardar à hora tal pois ainda temos de parar em casa para ir buscar as malas". 
Passado algum tempo e 10 pontos na orelha o Vitor está pronto para seguir. Aceleramos pelos corredores do hospital rumo à praça de táxis. Sorte das sortes há um táxi disponível! Um! É o que nos basta. Entramos no táxi e só digo para o homem seguir o mais depressa que puder pois temos um avião para apanhar! Sendo que pelo caminho ainda tínhamos que parar para ir num instante buscar as malas a casa, felizmente já estavam prontas. 
O taxista, abençoado seja, seguiu pela auto-estrada a 160 à hora!!! Estava mesmo a ir o mais depressa possível! Nós bué stressados a olhar para o relógio! Tínhamos que deixar as malas até às 06h05m! Eram 05h55!!! O senhor carregava no acelerador enquanto eu enviava uma mensagem ao João "Estamos quase a chegar! Não deixem fechar as portas!"
06h00m, o táxi pára à porta do terminal. 
Tiramos as malas do táxi o mais depressa possível, agradeço imenso ao senhor e corremos lá para dentro à procura da malta. O João e a Mafalda estão à nossa espera à porta e correm conosco até ao Orlando e à Nora que estão junto ao balcão da TAP para deixarmos as malas. Chegamos lá mesmo em cima da hora e com o coração a mil! CONSEGUIMOS!!!!!!!
Nem imaginam o stress que foi!

Depois foi deixar as bagagens, passar o controlo, parar num café para comermos qualquer coisa. Sim porque estávamos acordados desde as 3h15 da manhã e ainda não tínhamos comido nada! Quando chegámos à nossa porta, os passageiros já estavam a embarcar. Foi mesmo rés-vés! Ufa, que alívio!
Entrei no avião ainda nervosa e posso dizer que só comecei a acalmar ao longo do dia, já estávamos nós em Barcelona.

Chegados a Barcelona, fomos logo directos ao nosso apartamento que estava numa posição privilegiada, perto da partida e da feira da maratona. 
Logo a seguir ao almoço fomos levantar os dorsais. A feira era bastante grande, embora não tão grande como a de Paris. Tinha bastantes eventos e pequenos concursos como raspadinhas para ganharmos óculos escuros ou porta-chaves, entre outras coisas.



Os 4 maratonistas,
João, Orlando, Vitor e Isa.
Com os nossos dorsais personalizados.
Com os óculos escuros que ganhei =)
E ainda ganhei um porta-chaves bem giro que diz "Run Happy"

No dia seguinte regressámos à feira para a tão aguardada Pasta Party...pois é...uma grande desilusão.
Uma fila grande para depois só recebermos uma tacinha pequena com um bocadinho de massa e um bocadinho de molho de tomate.. Tive mesmo vontade de perguntar "Onde está a carne?"...
Depois de comermos comentámos como tinha sido boa a "entrada", agora vamos ao almoço em casa eheheheh =P

Tarde de sábado passada a descansar, sem fazer nenhum, apenas a preparar as coisas para a prova do dia seguinte. À noite ainda fomos descomprimir as pernas para ver o espectáculo da Fonte Luminosa de Montjuic que ficava mesmo ali ao lado. Deitámos cedo para cedo erguer :)

O dia seguinte amanheceu com céu limpo mas muito frio.
Mas estávamos prontos para mais uma maratona! :) Cada um com os seus receios, mas todos confiantes que iríamos todos conseguir terminar.

Na zona da partida, ainda todos agasalhados.

Um colorido de gente.
Nós estamos ali..ali ao fundo, não vêem?... =P
Nós.
Já à espera para partirmos.
O Orlando está um pouco mais à frente pois corre noutro campeonato.
Um casal de noivos prestes a correr uma maratona!
Qual lua de mel qual quê!?! =)

Na recta da partida tocam a famosa música "Barcelona" do Freddy Mercury com a Monserrat Caballé. Fico emocionada, as lágrimas vêem-me aos olhos mas não as deixo cair.
Com o susto que apanhámos há dois dias atrás, só quero cruzar aquela meta com o meu Vítor.
E aí vamos nós! Rumo à sexta!


O João fica ligeiramente para trás mas passado um pouco está a apanhar-nos e segue conosco. Vamos em ruas cheias de gente, está um ambiente fantástico. De vez em quando aparece uma ou outra subida, bem nos tinham avisado que esta maratona não era muito plana...
Passamos junto ao Camp Nou e contornamos o estádio. 5 km já estão feitos, tomamos o primeiro gel, bebemos água. Vamos bem mas sempre atentos ao penso do Vitor pois sabemos que com a transpiração é provável que descole. E de facto ao longo da prova ele foi descolando e ele tinha que estar sempre a ajeitá-lo, felizmente aguentou o suficiente para proteger minimamente a orelha.

Camp Nou
Eheheh :)
Um atleta deveras criativo.

Seguimos com o João que felizmente vai bem. Ele que também teve uma série de azares nas semanas anteriores. Vamos todos bem e entretanto estamos quase a chegar ao ponto onde estariam a Mafalda e a Nora à nossa espera para nos apoiar.
E, como prometido, lá estão elas :)
Elas e muitas outras pessoas. Sim, porque ainda não íamos com 15 km e eu já comentava com o Vitor que estava a achar esta maratona brutal em termos de apoio, a melhor até agora! Até os voluntários nos abastecimentos gritavam por nós, muitas vezes dizendo o nosso nome que estava no dorsal.

Chegamos ao Passeig de Grácia e toca a subir passando pelas belas Casas Batló e Milá (La Pedrera).

A passar junto a La Pedrera.

Depois de virarmos à direita rumo à Sagrada Familia começámos a descolar do João. Íamos a sentir-nos bem, quem sabe não daria para fazer qualquer coisa engraçada ;)
Daqui para a frente seguiríamos sempre só os dois. Os dois e mais uns milhares de pessoas :)

Sagrada Familia.

Vou super feliz, vamos a correr bem, a sentir-nos bem. Entramos numa longa avenida que terá um retorno, vimos o Orlando a passar e gritamos por ele "Força Orlando!"
É nesta avenida que faço o filme que viram no artigo anterior, sim aquele em que canto David Bowie :)
Ia mesmo feliz por nos estarmos a sentir tão bem.
Passamos o retorno e chegamos ao pórtico da meia-maratona!

Aqui está ele.
Faço novo vídeo. Vejam-me bem a animação. É só bandas, é só gente e apoiar e a gritar. Simplesmente fantástico!

video

Entramos numa zona mais nova da cidade. Por esta altura já vamos com 20 e poucos km's e pode-se dizer que a coisa já vai a custar um pouco mais. O ritmo já não é o mesmo, mas mesmo assim ainda vamos num bom ritmo para podermos sonhar um bocado. Sim, porque há largos km's que vimos à frente dos marcadores de tempo das 4h30 :)

Entramos em nova avenida, novamente com retorno mas desta vez não vimos o Orlando.

A Torre Agbar.
video

Fazemos o retorno e vimos as bandeirolas das 4h30 a aproximarem-se. Sabemos que é difícil não nos passarem pois vamos a quebrar ligeiramente. Mesmo assim não nos queremos afastar muito, pois ainda sonhamos pelo menos com um recorde (o meu).
Mais ou menos quando passamos ao km 30 cruzamo-nos com o João que vai a andar. Percebemos que não vai bem, mas nem pensar que vai desistir! "Força João!"

Viramos novamente e agora seguimos junto ao mar. Acho que foi mais ou menos por aqui que os marcadores das 4h30 passam por nós. Não nos importamos. Vamos a fazer a coisa km a km, 32 sem andar, 33 sem andar, 34 sem andar e 35 sem andar. A partir daqui já temos um recorde. Até hoje o máximo que tínhamos corrido sempre seguido sem caminhar tinham sido 35 km, foi na nossa 3ª, a Maratona do Porto.

Por volta do km 35, ao fundo, o Arco do Triunfo.
video

Comento com o Vitor que vou cansada, naturalmente, mas digo-lhe que consigo continuar a correr. Ele diz-me que também consegue. Vamos ver até onde conseguimos, mas já vamos a comentar que era brutal se conseguíssemos nunca parar de correr!
Passamos junto ao Parque da Ciutadella, passamos junto à Catedral de Barcelona, por ruelas estreitas e sempre com muita gente a apoiar e a gritar por nós. BRUTAL!
Seguimos, passando junto à marina e ao Miradouro de Colombo. 36, 37, 38. E nós sempre a correr!

Entramos na Av. del Parallel. É a recta final até à Praça de Espanha, depois a meta estará só uns 100 ou 200 m à esquerda.

40 km e nós sempre a correr.
Vamos com quase 4h30, ainda vou com esperança de bater o meu recorde de Sevilha, as 4h39m, mas sei que será apertado. Seja como for, há coisas mais importantes do que recordes pessoais. E para nós o melhor de tudo foi mesmo termos corrido sempre! Que sinal fantástico para São Mamede!

41 km.

Sou eu que vou a puxar pelo Vitor, ele já vai com ameaças de caimbras. Vai controlado, mas não pode acelerar mais. Vou feliz, estamos bem, levamos praticamente 42 km nas pernas sempre a correr e vamos bem :)

42 km.

Muita, muita gente. Desenrolamos a bandeira. Praça de Espanha. Virar à esquerda. Meta avistada.
É ALI!!!! VAMOS CONSEGUIR RECORDE!!!

4h37m42s depois cruzamos a meta com a nossa bandeira bem aberta :)
Conseguimos!
Uma maratona sempre a correr :)
Um recorde pessoal para mim, menos 2 minutos que o anterior :)

E depois do valente susto que o Vitor me pregou à dois dias, esta vitória é ainda mais saborosa!
Nunca uma maratona me soube tão bem como esta.
Que espectáculo de apoiantes, que maravilha de abastecimentos. Percurso fantástico, muito variado.
E que corrida fantástica fizemos nós. Nunca pensei!

Que orgulho!

Pouco depois telefonamos ao João para lhe dar força. Vai a entrar no km 40. Também vai conseguir! Tal como o Orlando que já tinha chegado bem antes de nós.

AI CA ORGULHO!

Fomos todos muito felizes nesta maratona. 
Posso dizer sem dúvidas que esta foi a maratona que mais gostei de fazer até hoje. Foi claramente a que teve mais apoio, embora a de Sevilha não esteja longe desta.
Foi tudo fantástico, a roçar a perfeição.
Correu tudo muito melhor do que podia esperar.
Esta é claramente para um dia repetirmos :)

Após a maratona, a fazermos crioterapia.
Estava mesmo gelada!!!
Brrrrr
Brrrrrr
E agora para terminar:

Achei que o "Pepe" merecia algum destaque aqui no blogue :)
Ai que engraçado dar comidinha aos pombos na Praça da Catalunha.
Já estão a abusar...
Opá, tirem-mos daqui que já não estou a achar piada a isto...
Desde o 1º dia que dizia que não podia sair de Barcelona
sem comer um chocolate com churros.
E no último dia a felicidade chegou!
"Estou pai?
Estou agora a comer chocolate com churros!"
O sorriso não engana :)
O casalito no Parque Guell :)

Fomos muito felizes em Barcelona!
Adorei correr a sexta, a quinta ao lado do Vitor.
Venha a próxima! ;)

p.s. Desculpem lá o atraso no relato mas não tem havido mesmo tempo. Para além desta, ainda me faltam mais 3 relatos de provas pós-maratona, com o 4º relato já à espreita no próximo fim-de-semana. Tenho mesmo que acelerar na escrita =P

12 comentários:

  1. Se alguém tivesse dúvidas o quanto tinham sido felizes em Barcelona, este excelente e bem descrito relato não o deixa enganar :)
    Fomos todos felizes em Barcelona, como bem o dizes!

    Costuma-se dizer que os espanhóis não gostam de bons começos e este começo foi bem complicado, com a aventura da orelha do Vítor, mas foi o mote para depois tudo correr tão bem. E por falar em espanhóis, como é possível que dois povos que estão juntos geograficamente, sejam tão diferentes no apoio que dão?!? Incrível! O público espanhol tem resistência de maratonista com o apoio que dá do primeiro ao último!

    Beijinhos, parabéns e venha a 7ª... depois do grande feito de 14 de Maio! FORÇA!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este "excelente e bem descrito relato" foi escrito ontem à noite meio à pressa :) Ainda bem que saiu bem.

      É mesmo incrível, os espanhóis fazem a festa toda!
      Foi uma maratona fantástica!

      Agora venha a sétima que ainda não sabemos bem onde será...neste momento estamos mais preocupados com o dia 14 de Maio...

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Parabéns!

    Pelo record de tempo, de caminhada e de pontos numa orelha!

    Aproveitem e candidatem-se ao UTMB, já têm pontos de sobra!

    Venha a sétima!

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)

      Eheheh, essa foi engraçada :) O UTMB é areia de mais para a nossa camioneta =P

      Beijinhos e abraços

      Eliminar
  3. Isa, esta aventura começou mal, mas acabou muito bem!
    Foi uma maratona espectacular, tanto a nível do apoio do público, como a nível da nossa prestação!
    E o resto das férias...nem vale a pena falar, adorei tudo em Barcelona!
    Adorei passear contigo em terras Catalãs:)

    Beijos gigantes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A quem o dizes! Felizmente que tudo não passou de um grande susto.
      Foi uma maratona maravilhosa em todos os aspectos. E Barcelona é mais uma bonita cidade pela qual já corremos.
      Venham as próximas aventuras ao lado do meu Vitor! ;)

      Beijos ultra gigantes

      Eliminar
  4. Muitos parabéns!! :-)
    Foi o melhor final para uma história que não teve o melhor começo!
    Demorou o relato mas valeu a pena, se tudo me correr como espero conto fazer esta Maratona em 2017 e com relatos destes fico com mais vontade ainda.
    Parabéns pela sexta...pelo record e por tudo o que conseguiram atingir nesta Maratona.
    Venham mais momentos assim!

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Tiago.
      E vais adorar ir a esta maratona! É mesmo espectacular!
      Beijinhos e abraços

      Eliminar
  5. Está tudo explicado: para se bater o recorde pessoal na maratona tem de se levar uma lebre com uma orelha cosida! Palavra que não sabia disso! Hi hi hi
    Beijinhos e abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheheh :)
      Mas para as próximas vezes dispenso lebres com orelhas cosidas, já bastou um susto.
      Beijinhos e abraços Jorge

      Eliminar
  6. Muitos parabéns por mais uma Maratona concluída e pelo RP!
    Começou de forma atribulada mas acabou muito bem
    Essa música na partida... ARREPIOS! :) BCN é linda.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rute :)
      Foi mesmo arrepiante e emocionante e sim Barcelona é linda!
      Beijinhos

      Eliminar