terça-feira, 14 de julho de 2015

Sunset Trail São Pedro de Moel, experiências na areia e uma prova muito feliz

Em Abril do ano passado passámos uns dias em São Pedro de Moel, aproveitámos para descansar mas também para dar as nossas habituais corridas e inclusive pedalar um pouco. O artigo desses dias está aqui. Foram dias maravilhosos e sabíamos que havíamos de voltar.
Se no ano passado já tinhamos ficado de olho nesta prova, este ano ela não nos podia escapar. E em boa hora decidimos participar, pois foi a última edição :(

E assim no sábado, dia 11 lá fomos nós bem cedinho até São Pedro de Moel esperançados de ainda fazermos alguma praia da parte da manhã...

Pois...não havia sol e até estava algum frio...
mas não faz mal :)
Por volta das 17h equipámo-nos e seguimos para a zona da partida. A praça junto à praia. Muita cor e muita animação numa prova organizada pelos Offtel Runners.



Após controlo dos chips, que eram umas pulseiras que iam no pulso, entrámos todos para uma área fechada e depois seguimos para o pórtico da partida que estava mesmo junto à praia. Já nos tinham avisado que a prova começaria pela praia....e assim foi...


Vitor de cabeça baixa provavelmente a pensar
"Mas onde é que eu me vim meter?".

Pois é amigos, correr na areia não é pêra doce, pelo contrário, é mesmo péssimo! Os pés enterram-se todos, os gémeos ardem como se fossemos na pior das subidas. Nos primeiros metros ainda me ri, mas depois já não estava a achar piada, o Vitor ia com uma cara e só dizia "Isto é muito mau."...
E eu derrotada logo com umas centenas de metros disse que fazia uma vénia a todos os que vão ao Melides Tróia! Vénia a todos os que correm na areia! Admiro-vos a todos! 
Não tardou muito a que estivesse muita gente a andar, nós incluídos. No total foi 1 km a correr na praia. 1 km de terror!

Quando vi as filas das fotos seguintes pensei logo "Aleluia! Vamos sair da areia!". Puro engano claro, saímos da praia mas o pinhal é todo ele areia. E assim passei a encarar aquilo como mais um desafio, uma nova experiência. E a experiência acabou por ser bem melhor do que eu esperava, e não sei se esta prova não saltou para o meu top 10, quiçá top 5.



Após sairmos da praia havia uma zona ou outra de terra batida ou de areia mais rija mas no geral a areia continuou.

Ora aí está. Uma zona plana que até da para correr, mas...
com alguma areia.
Na foto acima se repararem com atenção podem ver uma caravana ao longe. E aqui vimos uma imagem idílica. Um senhor montou uma mesa e umas cadeiras junto à falésia e sentou-se a olhar o mar e a beber vinho. Aquela imagem permaneceu conosco, uma imagem de relaxamento e de contemplar e viver a natureza.

Mas lá tivemos que seguir o nosso caminho, agora mesmo no meio do pinhal e do verde.
Ao longe ouvíamos muitos carros a buzinar. A minha suspeita confirmou-se, a prova atravessava a estrada e filas intermináveis de carros a regressar duma tarde de praia buzinavam. É o que dá o povo português...em vez de sairem dos carros e apoiarem ou em vez de irem mas é correr que só lhes fazia bem ao stress...não...é isto! Mas se calhar houve falta de divulgação da prova, se duas estradas iam ser cortadas temporariamente se calhar podiam-se ter colocado cartazes a informar do corte de trânsito, é uma ideia para minimizar tanta refilice.

Chegámos ao 1º abastecimento, aos 5 km, que era só de água. Ainda não era aqui que tínhamos direito aos divulgados pasteis de nata. E durante a prova comecei a duvidar da existência dos mesmos...se calhar tinham sido só boatos...

Após o abastecimento continuámos em zonas mais ou menos planas e com a areia sempre presente.
Logo após a separação da prova mais curta da mais longa esperava-nos isto:

Uma subida curta mas inclinada e o piso era este...
Apesar dos pés se enterrarem a cada passo a boa disposição entre este casal impera sempre :)

Seguíamos por sítios bem bonitos e bem verdes. A areia era o tipo de piso maioritário mas nas descidas era brutal! Descer a correr na areia é uma experiência super divertida. Adorei! A pior parte é que quando acabávamos a descida tínhamos os ténis de tal maneira cheios de areia que incomodava. No abastecimento (para mal dos pecados dos voluntários....eheheh) tivemos que nos descalçar para tirar a areia. No caso do Vitor tinha muita areia acumulada debaixo da planta do pé a pressionar-lhe a fáscia. No meu caso tinha muita areia acumulada à frente dos dedos dos pés o que fazia com que os pés batessem à frente. Tínhamos mesmo que tirar os kilos de areia que estavam dentro dos ténis.
A malta nos abastecimentos era animada e uma menina escuteira até brincou que a partir dali era sempre sobe e desce até à meta.

A descer.
YUPI!!!!
Bora lá descer isto à maluca! =)

Depois deste segundo abastecimento por volta dos 10 km e sensivelmente a meio da prova pensámos mesmo que os pasteis de nata seriam uma miragem. Se não era a meio da prova quando seria?
Continuámos o nosso caminho sempre por trilhos no Pinhal de Leiria e até ultrapassámos a Patricia Carreira, grande atleta que ganha muitas provas de trilhos! Pronto ok....ela estava parada...era voluntária na prova...pormenores....se ela estava num sítio e nós passámos para a frente dela ultrapassámo-la, certo? =P


Numa das piores subidas da prova.
Curta mas bem inclinada e técnica e ainda por cima...
adivinhem...
areia!

Num túnel :)
O Vitor a jogar às escondidas ;)

Olho para as imagens e elas não mostram os tons de verde deste pinhal. Tão bonito. Adoro provas de trilhos em montanha mas para variar foi excelente fazer uma na areia e num pinhal. E provavelmente foi das provas com tons de verde mais bonito que eu já alguma vez fiz. Lindo, lindo, lindo!

Entretanto começamos a cruzar-nos com alguns atletas que vinham em sentido contrário, duas disseram-nos que para chegarmos ali ainda faltavam mais 5 km...E o abastecimento mesmo ali ao lado...Lá tivemos que ir dar a tal volta que não foram 5 km mas foram uns 3 ou 4. 

Nesta zona lembrei-me de fazer um mini-vídeo para vocês.

video



É pequeno mas dá para terem uma ideia dos single tracks cheios de areia e verdissimos por onde corremos.

Após mais uma subidita foi quase sempre a correr até ao abastecimento....e....EI-LOS!!! OS PASTEIS DE NATA!!!
Mais uma vez os voluntários eram 5*, perguntaram se estávamos a gostar, eu disse que sim, que era muito bonito, muito verde. 
Mas menos conversa e vamos ao que interessa, o abastecimento tinha: melancia, laranjas, chocolate, bolachas, batatas fritas, coca-cola, água e claro os pasteis de nata que estavam simplesmente deliciosos! Mesmo bons e fresquinhos!

Apesar de já ter sido um pouco tardio foi um excelente abastecimento para enfrentarmos a subida que se seguia. Uma parede de areia! Vá lá que um voluntário disse-nos que aquela era a ultima subida da prova, tirando as escadas já junto ao farol. Mas...amigos, que subida!!!! A cada passo os pés enterravam-se todos, víamos duas atletas a enterrarem-se mais acima. Enfim. Aquela subida já não seria fácil pela sua inclinação mas com areia! Estava a ver que escorregava por ali abaixo eheheh :)
Mas lá superámos esta última subida e depois foi dar corda aos sapatos e aproveitar para ultrapassar mais duas atletas. Entretanto lá tivemos novamente que tirar mais areia dos ténis (ainda bem que levámos os ténis antigos).

No regulamento da prova estava escrito que o tempo-limite eram 4h mas que só colocavam o tempo do chip até às 3h30. Assim tínhamos como objectivo pessoal acabar antes das 3h30. Mas a parte final precisava mesmo de ser corrível para ganharmos algum tempo. Felizmente assim foi. E foi muito bonito chegar à zona das praias quando o sol se estava a pôr.

A passar junto ao farol, o ex-libris de São Pedro de Moel.

Ainda havia uma última surpresa. Nesta altura já íamos a correr na ciclovia que vai dar a São Pedro de Moel e que tão bem conhecemos mas claro que os matreiros tinham que arranjar um último "divertimento", descer uma escadaria de madeira até à Praia da Concha, correr mais uns metros na areia e voltar a subir a escadaria. Depois sim era sempre em frente até São Pedro de Moel. 3h15. A não ser que inventem alguma coisa vamos conseguir terminar antes das 3h30. Ainda havia um breve desvio por entre umas árvores e arbustos mas logo de seguida era a meta que cortámos com 3h24m =) O nosso relógio deu 21,5 km. Uma prova de trail com 500 m a menos que o anunciado, MEGA ESTRANHO! =P

Mais um abastecimento e ainda com direito a jantar, duas bifanas e uma bebida à escolha.
Sim senhor, prova mais que aprovada!

Foi um grande desafio e um belo passeio. E mais um fim-de-semana excelente!
Corremos num piso completamente diferente aos vários a que estamos habituados e numa zona diferente da habitual, num meio de um pinhal e em praias. 
Adorámos a experiência e tenho pena de não repetir visto que esta foi a última edição. Mas é certo que voltaremos a São Pedro de Moel, um sítio tão calmo e simpático e junto a um pinhal tão bonito.
E quiça para a próxima descubramos os mistérios que rondam São Pedro de Moel, não é Vitor? ;)

14 comentários:

  1. Esta prova foi uma experiência muito boa e difícil:)
    As zonas de areia, nomeadamente o 1º km na praia, foram o mais complicado, mas o resto da paisagem compensou largamente.
    É pena que tenha sido a última edição.
    Foi um fim de semana maravilhoso!
    Voltaremos a S. Pedro de Moel para tentar descobrir o que se passou por ali;)

    Beijos ultra gigantes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como foi a última edição se calhar para o ano (já que gostámos tanto de correr na areia....) íamos ao Melides Tróia...eheheheh =P

      Sim, temos que voltar lá para eu recolher mais informações para o meu livro ;)
      A esta hora o pessoal está já todo em pulgas para perceber do que estamos para aqui a falar...mas deixa-os estar, se vamos escrever um livro de mistérios, tipo thriller, é bom que eles estejam em pulgas que assim vão logo a correr para as bancas ahahahahah (ganda imaginação que a tua Isa tem).

      Beijos ultra gigantes

      Eliminar
  2. É uma grande alegria ler como foram tão felizes nesta prova!
    Pena é que tenha sido a última edição pois parece ser bem catita.

    E ultrapassaram a grande, e simpática, Patrícia Carreira!!! E que não venha dizer que era voluntária pois isso são desculpas, o que conta para o curriculum é que a passaram! :)

    Fiquei foi curioso com a última frase dos mistérios...

    Beijinhos e continuem assim a ser tão felizes e a transmitirem-nos essa felicidade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo uma prova bem catita :)
      E daremos sempre o nosso melhor para transmitir a felicidade que sentimos por correr em sítios tão bonitos.

      Quanto aos mistérios....pois não te posso contar...são....mistérios ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Respostas
    1. A prova em si não foi muito difícil, só a areia é que dificultou um pouco mais as coisas mas foi uma boa experiência :)

      Eliminar
  4. Pelo vosso relato deve ter sido uma prova bastante bonita e divertida. A parte de areia deve ter dado jeito para se prepararem para Óbidos.

    Boa recuperação.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma prova lindíssima! O nosso país tem locais tão bonitos e variados.
      Em Óbidos só me mete medo o tempo limite, estou farta de limites, uma pessoa sabe que consegue mas ter a pressão em cima que tem que ser até à hora x, não gosto. O ano passado adorei correr à noite e a prova nem era muito difícil, vais gostar muito João.

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Embora a areia não seja a minha praia essa zona e prova parece ser muito bonita.

    Em areia, para lá da maratona de Melides têm sempre a Légua nudista do Meco, mas para ultra runners como vocês, 5 km...pff, nem aquecem os gémeos :)

    É sempre agradável acompanhar-vos nestas aventuras.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A zona é lindissima e duma calma e paz como há em poucos sitios no país.
      Légua nudista...deixa estar... =P

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Ohhh, foi a última edição desta prova?? :( Que pena, era uma daquelas que gostava de fazer, descontraída, ao pôr-do-sol, numa zona bem bonita!
    Esta prova, com tanta areia, foi um treino para o TNLO! ;)
    Parabéns por mais uma aventura superada a dois!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi Rute :(, foi por motivos ambientais.
      O TNLO vai ser mais uma grande aventura, o ano passado adorei correr à noite, este ano lá estaremos todos outra vez :)
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Parabens , e mais uma aventura superada.

    Tive um amigo que foi a essa prova e voltou todo picado ! eheheh...acho que a "lagarta-do-pinheiro" atacou as peles mais sensiveis ! :)

    E sim , ele tava á espera de menos areia e de "correr" mais , mas não deu ! :)

    Muita força para os proximos desafios.

    bjs
    ajb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha...nem te digo nada...nessa noite passei o tempo todo a coçar-me mas felizmente depois passou no dia seguinte. Agora o Vitor...todo picadinho principalmente nos braços. Precisou de um anti-histâminico e só passado uma semana é que a coisa começou a desaparecer!

      Tinha muita areia mas foi uma experiência espectacular :)

      Bjs e boas corridas!

      Eliminar