quarta-feira, 6 de maio de 2015

Trail de Sesimbra, o nosso excelente regresso aos trilhos

O ano passado foi assim, este ano resolvemos voltar para apreciar convenientemente esta prova como ela bem merece. E que bela surpresa tivemos, a prova está ainda mais bonita e mais dura, devido a alterações feitas nos 5 km finais.

Para nós era o regresso oficial aos trilhos. Um teste, pois 2 meses sem correr em trilhos e apenas 3 semanas após a maratona não sabíamos ao certo como a coisa iria correr. Gostávamos de melhorar o tempo do ano passado e tentar fazer abaixo das 4h mas tudo dependeria de como o corpo reagia neste regresso aos trilhos.

Chegados a Sesimbra demos logo de caras com o pessoal da ultra a subir por uma rampa acima. Tinham acabado de partir. Estacionámos o carro, fomos levantar os dorsais e de repente começam a chegar atletas à meta....Não era um, não eram dois, eram todos os atletas da ultra!!! Logo encontrámos algum pessoal conhecido e perguntámos o que tinha acontecido. Uma grande confusão, tinham todos ido em sentido contrário. Entretanto da parte da organização apressaram-se a pedir desculpas, falhou um polícia num cruzamento e isso bastou para que todo um pelotão tivesse seguido em sentido contrário ao percurso, ou seja, seguiram pelas ruas que haveriam horas mais tarde de percorrer na chegada à meta. Passada cerca de meia hora de terem partido, os atletas da ultra estavam, desta vez, a partir no sentido correcto. E nós a preparar-nos para também partirmos às 9h.


Estávamos bem cá para trás no pelotão e o amigo Pedro Murtinhal, da Associação O Mundo da Corrida (que é quem organiza esta prova) até comentou que éramos os últimos a partir.
Pois bem, podemos ter sido os últimos a partir mas ao longo da prova haveríamos de passar uma série de gente. Nada mal para quem está de regresso aos trilhos :)
O inicio do percurso é bastante rápido pois é plano, sempre em estrada, sempre junto às praias e passando pela lota. Só depois entramos em terra batida e aí sim começamos a subir ligeiramente. 
Lembrava-me bem desta parte e sabia que logo à frente íamos começar a descer e depois subir subir subir.
E entretanto uma chuva miudinha não nos deixava em paz apesar de até ter sabido bem

Sim, é uma longa subida até lá acima...

E nós na fila de trânsito que se forma para...descer...
O que vale é que a vista era esta.
Aconselho-vos a irem ao meu artigo do ano passado (link logo no inicio deste artigo) só para verem as fotos que tirámos. É incrível como de um ano para o outro uma prova pode tornar-se diferente. As cores do mar eram bem diferentes, o piso agarrava melhor e a paisagem bem mais bonita nalguns sítios, este ano apanhámos nevoeiro e nalguns locais não víamos paisagem nenhuma. Mas nós adorámos esta nova versão do Trail de Sesimbra. Se fosse tudo exactamente igual não tinha tanta piada.

Gaivota tem boa vida :)
Lá vai o carreirinho colorido pela encosta acima.

Era preciso um cuidado extra em relação ao ano passado pois o piso encontrava-se mais escorregadio devido à chuva. 
Quando chegámos à subida....custou-me mas fui sempre a lembrar-me de outras subidas mais penosas e da própria maratona de Paris e assim lá fui avançando a tentar pensar que aquilo nem era assim tão difícil... Mas assim que chegámos lá acima foi um enorme alívio :)
Depois desta subida mais complicada, tínhamos um bom troço para correr no meio de arbustos, depois nova descida e esta vista.


E depois entrávamos numa zona que dava para intercalar corrida com caminhada e depois...surpresa...já não nos lembrava-mos que havia nova subida algo complicada. Que raio! Afinal esta prova não era assim tão corrível como nos lembrávamos...A boa notícia é que após esta segunda grande subida estava o segundo abastecimento, o primeiro com comida. Comemos umas laranjas tão boas! Bem doces e sumarentas, uma delícia! Laranjas tão boas como estas só me lembro de comer no Trail do Zêzere.

Seguimos então caminho numa zona mais alta e com bastante nevoeiro.


Vejam-me bem estas cores.
Lindo!

Íamos, agora sim, numa zona mais corrível. Fartámo-nos de correr e íamos os dois a sentir-nos bem. 
O Vitor comentou comigo que achava que eu até ia a descer bem. E por acaso, não sei o que se passou mas até desci relativamente bem e sem grandes medos. Acho que era das saudades, entusiasmei-me com o regresso aos trilhos :)

E foi num espírito de boa disposição que chegámos a mais um abastecimento. E aqui só tenho isto para mostrar... ;)

Sim, é tomate com sal!

Tínhamos entrado na zona da pedreira, o nevoeiro era de tal maneira cerrado que não se via quase nada da pedreira.

A pedreira...

Saímos da pedreira e foi aqui que o percurso se alterou. Começámos a descer em estradão. A descer, a descer, não nos lembrávamos de nada daquilo, aliás eu tinha quase a certeza que o ano passado não tínhamos descido por aquele estradão. E tinha razão.

Num instante chegámos à vila de Sesimbra mas ainda faltavam cerca de 5 km. 



Eles tinham que inventar alguma coisa até à meta que em linha recta devia estar só a uns 2 km. Só podia ser a subida ao castelo....Se o ano passado a subida fazia-se em alcatrão, este ano subimos pelo lado contrário e por trilhos bem técnicos. E foi aqui a grande novidade deste ano, a prova ficou bem mais bonita e técnica mas igualmente mais dura. Subíamos sem ver o castelo por causa do nevoeiro, subíamos aos zigue-zagues por entre os trilhos mais técnicos da prova toda. O ano passado não havia nada disto. Se antes tínhamos achado que íamos com bom ritmo para baixar das 4h, com esta novidade já não acreditávamos muito nisso. Seguíamos em fila indiana juntamente com duas atletas e ninguém queria ultrapassar ninguém, só queríamos chegar rapidamente lá acima. Mas o raio do castelo nunca mais aparecia, nem sequer o víamos e já tínhamos subido tanto!
Já estávamos todos fartos daquela subida aos zigue zagues por entre árvores e troncos tombados quando finalmente o Vitor exclama "Olha ele ali!". Claro que ele estava ali, a muralha....só faltava contornar a muralha para finalmente entrarmos dentro do castelo. No último abastecimento uma pequena traição...Troquei o tomate pelas laranjas...eram mesmo boas!

Saímos do castelo rumo à meta, novamente por alguns trilhos mais técnicos mas já não tão dificeis como na subida. E depois foi chegar à estrada e correr novamente sempre junto à praia até à ponta contrária de Sesimbra onde estava instalada a meta dos 21 km que cortámos com 3h57m.

Missão cumprida! Apesar da prova estar mais difícil e o piso mais escorregadio mesmo assim conseguimos melhorar o tempo do ano passado e baixar das 4h. Isto com 2 meses de pausa nos trilhos, agora com o regresso a coisa vai começar a compor-se :)

Fomos muito felizes na terra dos gatos :) 
Foi uma prova fantástica em que me senti sempre bem e cheia de entusiasmo por estar a correr de novo em trilhos com o meu Vitor. Adorámos este regresso, não podia ter corrido melhor!

Há gatos por todo o lado em Sesimbra.

Agora venham as próximas aventuras! Lampas e depois a "minha" prova!!!!!! São Mamede!!!! 
AI CA ENTUSIASMO!

Visivelmente felizes após o Trail de Sesimbra.

12 comentários:

  1. Parabéns por mais uma conquista! Vocês estão imparáveis!

    Bjs e abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Luís :)
      Gostamos disto.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Boa evolução! E posso dizer o mesmo em relação À prova, aparentemente! O ano passado também lá estive (foi onde vos conheci, lembras-te? eheh) e não fiquei com a melhor impressão, mas gostei das alterações que descreveste no castelo. Tive pena de não ir este ano, mas daqui a duas semanas é a UTSM e ainda não me sinto a 100%. Olha, e o prémio de finisher, este ano também era artesanal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembramos sim senhor :)
      Tu és muita maluco! Vais aos 100 de São Mamede? Agora é provas de 100 km ou mais umas a seguir às outras? Ganda maluco! :)

      Este ano era uma medalha.

      Beijinhos e bons treinos!

      Eliminar
  3. As vossas caras estavam felizes antes da prova mas ainda mais depois, o que diz tudo sobre como vos correu :)
    É giro, tal como dizes, comparar as fotos deste ano com as do ano passado. O que as cores fazem. Mas sempre bonitas duma maneira ou doutra.

    Parabéns por estes trilhos e força prás Lampas!

    Beijinhos, amiga :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As caras não mentem :)
      Obrigada, agora que voltámos aos trilhos até andamos mais bem dispostos.
      Beijinhos amigo

      Eliminar
  4. Foi um regresso aos trilhos em grande!
    Também gostei mais do percurso deste ano, a parte final melhorou bastante.
    Estivemos os dois muito bem! Estás a descer muito melhor, há mais confiança, também há mais experiência;)
    Aos poucos, vamos estando melhor para atacar os desafios que se seguem.
    Foi um fim de semana espectacular!

    Beijos gigantes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois foi! Grande regresso e que saudades!
      Descer melhor = maior probabilidade de quedas... ;)
      Foi um fim-de-semana espectacular e vêm aí ainda melhores!!! Já sonho com São Mamede :)

      Beijos gigantes

      Eliminar
  5. Muito bom! Agora venham as Lampas!
    Beijinhos e pode ser que a gente se encontre...nas Lampas, pois claro!

    ResponderEliminar
  6. E mais uma prova no curriculum , e mais experiência e kms em trilhos ! e mais um record batido :)

    Cronica fantástica (quem me dera escrever assim) , parabens.
    Bons treinos e boas provas , força !!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Artur.
      Experiência e km's é o que se quer :)
      Bons treinos!
      Beijinhos

      Eliminar